Sem confiança em Rodrigão, Santos busca atacante de 'peso' para 2017

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

20-12-2016 07:08:23

O Santos tem como prioridade a contratação de uma 'sombra' para Ricardo Oliveira na próxima temporada. Mesmo garantindo que o artilheiro ficará na Vila Belmiro em 2017, os dirigentes do Peixe acreditam que ele precisa de um substituto à altura, pois não deve aguentar a grande sequência de jogos durante o ano, afinal, o clube irá disputar Paulistão, Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

No meio do ano, os santistas trouxeram Rodrigão do Campinense, acreditando que ele poderia ser o reserva ideal para o Oliveira. Porém, apesar de ter empolgado no começo, marcando três gols em seus quatro primeiros jogos com a camisa do alvinegro, o atacante caiu de rendimento e chegou até a perder posição para Joel nas últimas partidas da temporada.


Agora, como o camaronês foi devolvido ao Cruzeiro, a diretoria do Santos espera trazer um centroavante de peso para revezar com Oliveira. Com isso, Rodrigão ficaria sendo o terceiro reserva da equipe.

"O Ricardo é um atleta maravilhoso de 36 anos. A gente tem que ter uma alternativa, pois acreditamos que ele não possa atuar todos os jogos. Lógico que gente não quer outro atacante para vender o Ricardo para o São Paulo. É natural que busquemos alguém que possa revezar com ele. O Rodrigão ainda não tem a tarimba necessária para substituir ele", afirmou o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior.

Destaque do Tianjin Quanjian com 23 gols pode pintar no Santos em 2017 (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Destaque do Tianjin Quanjian com 23 gols pode pintar no Santos em 2017 (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Um dos nomes na mira do Peixe é o de Luis Fabiano. Recentemente, o atacante rescindiu seu contrato com o Tianjin Quanjian, da China, e está livre para negociar. O jogador, que também tem 36 anos, porém, deve definir seu futuro somente após o Réveillon.

"O Luis Fabiano é um excelente jogador. Mas ele não vai conversar com ninguém até o dia 31 de dezembro", concluiu Modesto.

A ideia é oferecer um contrato de ‘tiro curto’, como aconteceu com Ricardo Oliveira em 2015. A cúpula santista quer fazer um acordo de experiência, com de três meses de duração e salário girando em torno de R$ 50 mil. Caso Luis Fabiano renda o esperado pela comissão técnica, poderá ter seu vínculo renovado e ganhar um aumento, como aconteceu o artilheiro do Peixe.

Porém, o Santos está pessimista, pois sabe da concorrência de outros clubes do Brasil, como Vasco e Ponte Preta, que estão dispostos a oferecer um contrato longo e com salários mais altos ao jogador.

Deixe seu comentário