Santos espera até terça-feira para tentar 'última cartada' por Marinho

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

31-12-2016 08:00:46

Assim como aconteceu no caso de Marcos Guilherme, o Santos admite que o Flamengo está mais próximo de fechar com Marinho, do Vitória, para 2017. O Peixe, porém, ainda não desistiu do atacante e espera uma definição após encontro entre os dirigentes cariocas e baianos no começo da próxima semana.

Nos bastidores, o Rubro-Negro está confiante e acredita que Marinho será mais uma contratação para a próxima temporada. O alvinegro, por sua vez, espera que a reunião com o Vitória termine sem o acerto entre as duas equipes. Caso isso aconteça, os santistas irão retomar as conversas para trazer o atacante.

A cúpula do Santos deixou claro desde o começo que não pretendia entrar em leilão para trazer o jogador. O clube de Vila Belmiro ofereceu 2 milhões de euros (cerca de R$ 7 milhões) ao Vitória, além de prolongar o empréstimo do meia Serginho por mais um ano. Mesmo sabendo da concorrência com o Fla, o Peixe não pretende aumentar a proposta. O presidente Modesto Roma Júnior chegou até a afirmar que não vai 'fazer loucuras' pelo atleta.

"O Marinho é um jogador que tem o exato tamanho do Marinho. E não mais do que isso. É um bom jogador, mas não é um craque, um fora de série. Ele se deu bem no Vitória, mas, de dez clubes pelos quais passou, se deu bem só no Vitória. Gostaríamos de ter o Marinho no Santos? Com certeza! Mas sem loucura e megalomania", disse o mandatário à rádio Jovem Pan.

A diretoria do Santos também entende que Marinho demorou para deslanchar no futebol e que dificilmente dará um retorno financeiro ao clube, pois já tem 26 anos. Os direitos econômicos do atacante são divididos entre o Vitória (50%), Cruzeiro (30%) e JMB (20%), empresa que o agencia.

Marinho é natural de Penedo, em Alagoas, e acumula passagens por Fluminense, Internacional, Caxias, Paraná, Goiás, Ituano, Náutico, Ceará e Cruzeiro. O atacante ganhou destaque no ano passado pelo seu desempenho no Ceará, onde marcou nove gols em 27 partidas. Em junho de 2015, ele acabou sendo vendido para a Raposa, participando de 12 jogos e fazendo um gol na Série A. Porém, o jogador perdeu espaço na equipe celeste com a chegada de Mano Menezes e acabou se transferindo para o Vitória.

Deixe seu comentário