Notícias

Esposa de Daniel Alves fala pela primeira vez após prisão do marido: “Peço privacidade”

22/01 12:06 — 22/01 12:09

Esposa do lateral-direito Daniel Alves, Joana Sanz foi às suas redes sociais para pedir privacidade à imprensa por conta do drama familiar vivido nos últimos dias. Além da prisão do marido por agressão sexual, na última sexta-feira, ela também perdeu a mãe há uma semana.

Em um story no seu Instagram, a modelo espanhola criticou a postura de alguns jornalistas que estavam na parte de fora de sua casa para a interrogar sobre a detenção de Dani Alves. Ela citou que perdeu seus “únicos dois pilares” e falou em empatia neste momento.

“Peço por favor à imprensa que está fora da minha casa que respeite minha privacidade neste momento. Minha mãe morreu há uma semana. Mal comecei a supor que ela não está mais por perto e já estou sendo atormentada pela situação do meu marido. Perdi os dois únicos pilares da minha vida. Tenham um pouco de empatia ao invés de buscar tantas notícias na dor dos outros”, escreveu Joana.

MAIS: Técnico do Barcelona, Xavi comenta prisão de Daniel Alves: “Estou em estado de choque”

Joana chegou a publicar uma mensagem de apoio ao marido em sua conta oficial, mas a excluiu pouco depois. O casal está junto há sete anos, e casado há cinco.

Entenda o caso

Daniel Alves foi preso na última sexta-feira, após prestar depoimento à polícia de Barcelona, na Espanha, por uma acusação de agressão sexual contra uma jovem em uma boate local.

As autoridades catalãs informaram que o jogador deve permanecer detido até que ocorra o julgamento do caso, ainda sem data definida. Mais tarde, o Pumas, do México, anunciou a rescisão contratual do lateral de 39 anos de idade.

A juíza do processo, Maria Concepción Canton Martín, ordenou prisão preventiva sem fiança de Daniel Alves, pedido que foi acatado pelo Ministério Público. Foi ela quem ouviu todos os depoimentos (da denunciante, de Daniel e de um amigo do atleta que estava presente na boate) e teve acesso às provas apresentadas pela jovem.

Daniel Alves, por sua vez, nega todas as acusações. Ele está detido no Centro Penitenciário Brians 1, nos arredores de Barcelona. Caso seja condenado, o jogador pode pegar uma pena de até 15 anos, dependendo da gravidade do crime.