Crespo e Mancini vivem realidades opostas antes do Majestoso

São Paulo, SP

02-05-2021 06:00:39

O clássico entre Corinthians e São Paulo deste domingo, em Itaquera, será marcado pelos momentos opostos vividos por Vagner Mancini e Hernán Crespo. Enquanto o comandante alvinegro vem balançando no cargo, o técnico tricolor desfruta o excelente início de trajetória no Morumbi, com direito a oito vitórias consecutivas.

Crespo e sua equipe chegam para o Majestoso como donos da melhor campanha e do melhor ataque do Campeonato Paulista. Em dez jogos na competição, o Tricolor venceu oito, empatou um e perdeu outro, ostentando um aproveitamento de 83,3%.

 

Nesta semana, antes do duelo com o Rentistas, do Uruguai, pela Libertadores, o São Paulo fez questão de estampar em uma das paredes do vestiário uma frase icônica de Hernán Crespo que foi usada de slogan em sua contratação: “Donde no llegan las piernas, va a llegar el corazón”, que significa em português “Onde não chegam as pernas, vai chegar o coração”.

Já Vagner Mancini não está com o moral tão elevado no Corinthians. Tendo de lidar com as oscilações da equipe e a péssima campanha na Copa Sul-Americana, o treinador alvinegro vem sendo o principal alvo de protestos de parte da torcida, revoltada com o futebol apresentado neste início de temporada.

Na última quinta-feira, contra o Peñarol, do Uruguai, as substituições realizadas por Vagner Mancini chamaram atenção não só dos corintianos mais “corneteiros”, mas também da imprensa. Luan, por exemplo, vinha sendo um dos melhores jogadores do Timão em campo, mas, ainda assim, acabou sendo substituído por Vitinho.

Falta de coerência de um lado, confiança total do outro. Corinthians e São Paulo travarão um duelo interessante na noite deste domingo, em Itaquera. Mais do que os três pontos, o jogo também pode definir o futuro de Vagner Mancini no Parque São Jorge e se o tabu na casa alvinegra seguirá assombrando o Tricolor.

Deixe seu comentário