Copete vê falta de concentração e revés importante para corrigir erros

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

16/02/17 | 17:06 - 16/02/17 | 17:17

Apesar da derrota, Copete marcou o gol e foi um dos poucos destaques do Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)
Apesar da derrota, Copete marcou o gol e foi um dos poucos destaques do Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Perder nunca é bom. Ser derrotado em um clássico é pior ainda. Porém, o Santos pode ver o revés para o São Paulo, na última quarta-feira, de forma positiva. Afinal, o técnico Dorival Júnior poderá corrigir os erros para o restante do Campeonato Paulista e também na estreia do clube na Copa Libertadores da América, no próximo dia 9 de março, contra o Sporting Cristal, no Peru.

Para o colombiano Jonathan Copete, autor do único gol do alvinegro diante do tricolor, o Peixe falhou na parte psicológica e precisa retomar a confiança nas próximas rodadas.

"Para mim, ontem não tivemos concentração para fazer o que vínhamos fazendo. Foi assim que perdemos o jogo. Não podemos perder a concentração, foi isso que aconteceu nos jogos anteriores. Temos pouco tempo, mas somos time grande, forte, e temos cabeça boa para fortalecer o time e seguir à frente. Ninguém quer perder, ainda mais um clássico. Valorizamos muito o que a gente vem fazendo. Temos que ficar tranquilos, trabalhar mais e fazer as coisas melhor, corrigir os erros", explicou o atacante, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, no CT Rei Pelé.

Após a derrota para o rival, os santistas protestaram na saída da Vila Belmiro. Dezenas de torcedores se reuniram na porta do vestiário do estádio e cobraram “mais vontade” dos atletas de Dorival Júnior. Serginho Chulapa e Léo, ídolos do clube em épocas diferentes, saíram para acalmar os ânimos. Apesar das manifestações depois do revés, Copete vê o Peixe preparado para superar as adversidades.

"Não sei (se as vaias são justas). Somos um grupo fechado, que quer fazer as coisas bem, trabalhar bem, precisamos que cada um tenha confiança para sair a vitória no próximo jogo. Acho que o treinador coloca no campo para que as coisas saiam melhores, por um bom trabalho. Vocês podem achar que não, mas o trabalho feito foi muito bom. Tivemos oportunidades, mas não fizemos os gols", concluiu.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o alvinegro encara a Ferroviária, no sábado, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro.

Deixe seu comentário