Clube do DF traz hipnólogo que põe atletas para andar em cacos de vidro

São Paulo, SP

17-01-2020 12:05:58

Em busca de crescimento no cenário futebolístico do Distrito Federal, o Ceilândia optou por investir em uma novidade pouco convencional para esta temporada. Depois de alinhar uma parceria com o Grêmio Barueri, a equipe candanga contratou Olimar Tesser, experiente hipnólogo que trabalhará aspectos mentais do time.

Henrique Barbosa, presidente do Grêmio Barueri, explica por que o clube optou por apostar no profissional que aplicará atividades práticas nem um pouco ortodoxas. De acordo com o mandatário, a ideia é buscar um modelo inovador de administração do futebol.

"Nós fizemos uma parceria com o Ceilândia, assumimos a gestão do futebol. Vamos disputar o campeonato candango de 2020 e contratamos o Tesser para ser o nosso hipnólogo. A gente está apostando em um trabalho diferenciado, com atletas jovens, no modelo de gestão que o Red Bull Bragantino vem executando. Estamos apostando nessa inovação, com um trabalho motivacional e mental. Com a experiência que o Tesser tem, a gente busca fazer um futebol forte e fazer a diferença no Distrito Federal", pontuou o presidente.

Olimar Tesser fará um trabalho focado em desenvolvimento emocional dos atletas (Foto: Divulgação)

Olimar Tesser terá total liberdade para atuar em conjunto com a comissão técnica do Ceilândia. O hipnólogo detalhou quais são planos para a pré-temporada, detalhando algumas práticas que pretende realizar com o elenco.

"Como a contratação foi feita para o campeonato inteiro e a gente está fazendo a pré-temporada, a ideia de contribuir é fazer todo o acompanhamento psicológico da equipe, fazer um trabalho de união e tratar problemas emocionais, coletivos e individuais. Farei trabalhos durante as partidas com a comissão técnica. A gente terá uma palestra de apresentação, com quebra de crenças, ajudando eles a acreditarem que podem chegar muito mais longe do que imaginam", afirmou Tresser

"Nós vamos ter a dinâmica de caco de vidro, de quebrar madeira, de entortar o ferro na garganta, de andar na brasa. Vamos ter um treinamento de três dias de imersão com a equipe toda, comissão técnica, três dias seguidos sem dormir na pré-temporada do time", completou.

A ideia é que a ajuda do hipnólogo traga uma maior sensação de conforto aos atletas do Ceilândia. O presidente do time revela uma preocupação com o estado mental dos jogadores e com o impacto que o emocional tem no desempenho do grupo.

"Todos os clubes de futebol profissional necessitam dessa evolução. Futebol vive novos tempos e, tão importante quanto a parte física e tática, é a parte emocional. A gente sabe o nível de complexidade que é ser jogador profissional de futebol, as suas responsabilidades, a ausência do lar da família... Contratamos o Tesser para ter uma equipe emocionalmente forte, para que a gente enfrente todos os desafios na competição e faça com que os meninos tenham tranquilidade emocional para enfrentá-los da melhor maneira e tenhamos um resultado final positivo", projetou Henrique Barbosa.

Até o momento, o Ceilândia possui dois títulos do Campeonato Brasiliense (2010 e 2012). Em 2020, a equipe fará sua estreia no estadual contra o Unaí, fora de casa, no dia 26 de janeiro, às 15h30 (de Brasília).

Deixe seu comentário