Gazeta Esportiva

Brasil lidera quadro de medalhas no quarto dia de disputa dos Jogos Sul-Americanos em Assunção

São Paulo, SP

04/10/22 | 23:46

No quarto dia de disputa dos Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022, o Brasil está liderando o quadro geral de medalhas, com 98 conquistas. Dessas, 42 são ouro, 34 prata e 22 bronze. O país conta com uma delegação de 464 atletas.

As primeiras medalhas do Brasil vieram no ciclismo MTB. Raiza Goulão ficou com ouro, conquistando a primeira medalha brasileira nos jogos, enquanto Hercilia Najara fez a terceira posição. No masculino, teve dobradinha com Gustavo Xavier (ouro) e João Gabriel (prata). Além disso, no skate street feminino fizeram mais uma dobradinha com Gabi Mazetto e Carla Karolina, com ouro e prata, nesta sequência. No masculino, João Lucas conquistou o terceiro lugar.

Um dos destaques nos Jogos de Assunção é o triatlo, que encerrou sua participação na competição nesta terça-feira. A modalidade conquistou seis de sete medalhas possíveis. No primeiro dia, Luisa Baptista, Vittoria Lopes e Djenyfer Arnold conquistaram, respectivamente, ouro, prata e bronze, no individual feminino. Já no masculino, Miguel Hidalgo foi ouro, e Manoel Messias, prata. No revezamento misto, em time composto por Manoel Messias, Vittoria Lopes, Miguel Hidalgo e Luisa Baptista o Brasil foi ouro.

Nas águas, o Brasil também se garante, já que na natação os brasileiros venceram 47 medalhas. No terceiro dia de disputas da modalidade, o Time Brasil ficou com 12 medalhas, sendo oito de ouro (Guilherme Costa - 1500m; Giovana Diamante e Matheus Gonche nos 100m borboleta; Léo de Deus (200m costas; Jhennifer Conceição e Felipe França nos 50m peito; Revezamento 4x100m livre feminino e masculino), três de prata (Beatriz Dizotti - 1500m; Alexia Assunção - 200m costas; Ana Carolina Vieira - 50m peito) e uma de bronze (Gabrielle Roncatto - 1500m livre).


O karatê também não ficou para trás e o Brasil conquistou bons resultados. No primeiro dia, Nicole Mota foi medalha de bronze, Lucas Hardy (84kg), prata, e Brenda Padilha (68kg), ouro. Ainda, a jovem atleta de 20 anos, Anna Laura Prezotti venceu a disputa contra a colombiana Wendy Riascos e foi medalha de ouro na categoria até 68kg. Enquanto isso, Alisson Sobrinho foi derrotado pelo chileno Matias Fuentes, na categoria até 75kg, ficou com a prata.

O basquete 3x3 brasileiro conquistaram a medalha de ouro no feminino e masculino. No primeiro, o Brasil venceu o Paraguai por 21 a 10 e, no masculino, a equipe bateu a Venezuela por 20 a 18. O País confirmou o favoritismo e conquistou o ouro no hipismo adestramento em equipes, formada por Vinícius Miranda, Murilo Augusto Machado, Paulo Cesar dos Santos e Victor Avila.

No levantamento o Brasil fez um "pódio completo". Thiago Félix abriu a conquista no levantamento de peso, ficando com o ouro, categoria até 61 kg. Natasha Rosa foi prata (49kg), e Josué Lucas (73kg), bronze. Também conquistou mais dois bronzes na modalidade com Amanda Schott, na categoria até 76kg, e Marco Tulio Gregório (até 96kg). Na categoria 55kg feminino, Letícia Moraes ficou com bronze.

O Time Brasil conquistou também três medalhas no remo no double skiff feminino e masculino fez bronze, enquanto ficou com a prata no four skiff feminino (Chloe Delazeri, Dayane dos Santos, Milena Viana e Nathalia Pereira). Nos saltos Luana Lira, no trampolim de 3m, ficou com bronze, enquanto Anna Lúcia conquistou ouro, também no trampolim 1m. Na plataforma de 10m, Andressa Mendes foi prata, assim como Rafael Fogaça e Rafael Almeida, que não conseguiram superar a dupla colombiana.

Na esgrima, o Brasil teve três bronzes com Alexandre Camargo e Nathalie Moelhausen, ambos na espada, e Karina Zettermann; já no sabre, Guilherme Toldo (florete) ficou com a prata. Outra modalidade que teve Brasil no pódio foi a patinação artística, que contou com: três pratas, uma com Bianca Ameixeiro e duas com Erik Leite, e um bronze, com Luiza D'Angelo.

Deixe seu comentário