Após saída de Tite para Seleção, Corinthians trocou de técnico oito vezes

Tiago Salazar - São Paulo,SP

18-05-2021 07:00:08

Em 15 de junho de 2016, o Corinthians perdeu Tite para a Seleção Brasileira. Ali se encerrou um trabalho que durou dois anos e que não foi interrompido por desejo da diretoria do clube paulista.

Após isso, o Corinthians trocou de técnico em oito oportunidades. De lá para cá, foram 59 meses, portanto, uma média de 7,3 meses para cada comandante.

Mas, o Timão não teve oito técnicos diferentes. Na verdade, foram sete treinadores devido a Fábio Carille, que teve duas passagens.

Nesse período, aliás, Carille foi o único que teve uma saída por opção própria. Em 2018, o técnico resolveu aceitar uma proposta do futebol árabe.

A demissão de Vagner Mancini vai aumentar essa lista. O próximo treinador será o primeiro contratado pela gestão Duilio Monteiro Alves.


Relembre os técnicos que passaram pelo clube após a saída de Tite e o tempo de cada um à frente do cargo:

2016

Tite - se despediu em 15 de junho para assumir a Seleção Brasileira (2 anos no cargo).
Cristóvão Borges - de 19 de junho até 17 de setembro (pouco menos de 3 meses no cargo).
Oswaldo de Oliveira - de 14 de outubro até 11 de dezembro (pouco menos de 2 meses no cargo).
Fábio Carille - efetivado em 22 de dezembro.

2017

Fábio Carille - ficou no cargo por toda a temporada.

2018

Fábio Carille - saiu em 22 de maio (1 ano e 7 meses no cargo).
Osmar Loss - de 23 de maio até 5 de setembro (pouco mais de 3 meses no cargo).
Jair Ventura - de 6 setembro de 2018 até 3 de dezembro de 18 (pouco menos de 3 meses no cargo).
Fábio Carille - reassumiu em 7 de dezembro de 2018.

2019

Fábio Carille - demitido em 3 novembro (pouco menos de 11 meses no cargo).
Tiago Nunes - contratado em 7 novembro.

2020

Tiago Nunes - demitido em 11 setembro (pouco menos de 10 meses no cargo)
Vagner Mancini - assumiu em 12 de agosto.

2021

Vagner Mancini - demitido em 16 de maio (pouco mais de 9 meses no cargo)

Deixe seu comentário