São Paulo divulga balanço anual com R$ 156 milhões de déficit

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

13/03/20 | 16:26 - 13/03/20 | 16:29

O São Paulo apresentou seu balanço anual ao Conselho de Administração com um déficit de R4 156 milhões. Apesar do grande rombo financeiro, os responsáveis aprovaram o relatório, mas com ressalvas. Vice-presidente do Tricolor e um dos principais opositores de Leco, Roberto Natel foi contra a aprovação dos números. Agora, o documento passará pelos Conselhos Fiscal e Deliberativo.

Para “colocar a casa em ordem”, o Conselho de Administração do São Paulo exigiu que diversas áreas do clube passem a operar de maneira mais consciente. Haverá cobrança em todos os departamentos por melhores resultados na expectativa de dar fim ao milionário déficit financeiro.

2020 é o último ano da gestão do presidente Leco (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Um dos fatores que fizeram com que o São Paulo não alcançasse as metas previstas foi a precoce eliminação na Copa Libertadores. O time então comandado por André Jardine acabou caindo na fase preliminar para o modesto Talleres, da Argentina, e perdeu a oportunidade de fazer grandes receitas com bilheteria.

Além disso, as vendas de jogadores não foram como em outros anos. O departamento de futebol preferiu não abrir mão de seus jovens atletas por priorizar o retorno esportivo, recusando, inclusive, uma proposta do Manchester City por Antony. Já em 2020, o São Paulo acabou cedendo ao interesse do Ajax pelo seu atacante e o negociou por R$ 74 milhões com o adicional de R$ 32 milhões referentes aos 20% da revenda de David Neres.

Na última janela de transferências, o São Paulo também procurou enxugar sua folha salarial se desfazendo de alguns nomes do elenco. Jucilei e Hudson, dois atletas com salários considerados altos, deixaram o clube. Everton Felipe, Jonatan Gómez, Jean, Raniel e Araruna também se despediram do Tricolor.


Deixe seu comentário