Presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo fala sobre mudanças no estatuto e se defende de críticas

São Paulo, SP

21/12/21 | 15:53 - 21/12/21 | 15:56

Olten Ayres de Abreu Jr, presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira. Entre os temas abordados, Olten falou da votação para mudanças no estatuto do clube e se defendeu de críticas que abordam uma possível falta de transparência da instituição.

Entre as mudanças propostas no estatuto, a que mais rendeu debate foi a possibilidade de reeleição para o presidente do clube. Olten disse que essa medida não necessariamente beneficiará Julio Casares, atual mandatário do São Paulo.


"Quanto à reeleição do presidente, não diria que isso afetaria o atual mandato (de Casares). A reeleição ocorrerá se o colégio eleitoral assim determinar e não significa uma prorrogação de mandato e sim a possiblidade do mandatário concorrer a uma reeleição", disse o presidente do Conselho.

Olten argumentou a favor do aumento do mandato dos conselheiros do clube de três para seis anos, uma das medidas aprovadas pelo Conselho.

"Optamos pela estabilidade administrativa e financeira do clube. Um mandato de 3 anos para o conselheiro não permite a ele executar sua atividade com plenitude", disse Olten, que ainda definiu essa medida como "fundamental para a estabilidade do São Paulo".

Uma das críticas em relação ao seu mandato no Conselho faz ligação com uma suposta falta de transparência do clube com o torcedor. Vários torcedores questionam o fato do São Paulo não transmitir muitas das reuniões do Conselho, algo que Olten prometeu em sua campanha. Ele rebateu essas críticas, falando que o clube "não pode confundir transparência com irresponsabilidade".

"Pela primeira vez na história do São Paulo há reuniões transmitidas diretamente pela SPFC TV, onde a comunidade são-paulina que não está dentro do clube tem acesso às informações que estão sendo debatidas. Transparência não significa que temos que beirar a irresponsabilidade, exibindo questões confidencias e estratégicas. Esse ano transmitimos cinco reuniões para a comunidade são-paulina. Hoje temos 30 reuniões por ano, porque qualquer assunto estratégico, mais profundo, é imediatamente colocado em votação. Os assuntos não confidenciais estão abertos a toda comunidade, a todos os torcedores. Algumas sessões, como as disciplinares, a de discussões de contrato, questões de contratos bancários… Você pode verificar que esses temas não são factíveis de serem abertos para toda a comunidade, como os que não são confidenciais", falou Olten.

Entenda o caso

O Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou, na última sexta-feira, 14 das 24 propostas de mudanças no estatuto do clube. A principal delas foi a volta da reeleição para presidente do clube, que atualmente pode concorrer apenas para um mandato de três anos.

As 24 propostas foram votadas de maneira virtual entre quinta e esta sexta-feira. Ao todo, 231 conselheiros participaram da votação, enquanto outros 23 não compareceram. Para uma medida ser aprovada, era necessária a maioria simples dos votos.

Agora, as propostas aprovadas vão passar pela Assembleia de Sócios, que deverá ser convocada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Olten Ayres de Abreu, em até 30 dias. A votação tem 45 dias para ser realizada. As medidas que forem novamente aceitas irão passar a valer no estatuto do clube.

Deixe seu comentário