Pato fala sobre ajuda de Diniz para acabar com seca de gols e explica "Pato Careca"

São Paulo, SP

21-05-2020 09:00:36

No dia 22 de fevereiro, Alexandre Pato encerrou uma longa seca de gols com a camisa do São Paulo. O atacante marcou duas vezes na goleada sobre o Oeste, pelo Campeonato Paulista. Antes disso, o último tento havia sido em 10 de agosto de 2019, contra o Santos, pelo Brasileirão.

Durante a live de lançamento do novo uniforme listrado do Tricolor Paulista, Pato explicou que se aproximou de Diniz durante a má fase e que o técnico o ajudou a retomar a confiança e voltar a balançar as redes.

'O gol é consequência de muitas coisas. Tem o trabalho, tem sua cabeça, tem o trabalho dentro de casa... Eu estava buscando treinar mais e trabalhar mais. Eu e o Diniz tivemos um contato de conversas mais longas, mais frequentes, para tentar encontrar o caminho. E eu sabia que o gol seria a volta por cima. Muita gente me criticou, falou coisas que não me deixaram bem, mas eu sabia que eram críticas construtivas. E o Diniz fez com que eu visse as coisas de maneira diferente, a gente teve esse contato mais próximo, e foi consequência", declarou.


Junto com os gols, também veio um "novo Pato" para a torcida são-paulina. O atacante desencantou logo após raspar a cabeça e começou a ser chamado de "Pato Careca" pelos torcedores, que passaram a associar, de brincadeira, o novo corte com o bom desempenho apresentado pelo camisa 7.

"Eu acordei um dia de manhã e falei: 'amor, raspa meu cabelo, quero raspar meu cabelo'. Foi consequência de muitos fatores, mas pegou muito essa parte do Pato Careca porque eu raspei e fiz gol no jogo seguinte. Eu dava uma assistência e raspava mais um pouco. Mas não posso esquecer do quanto trabalhei", contou.

"O cabelo está crescendo e cada vez mais está ficando bonito (risos). Acho que quando voltar, vou cortar. O pessoal gostou e eu gostei também. Vamos ver. Quando tiver treino, jogo, vou cortar. Deu sorte (risos)", brincou o jogador.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Quem viveu seca parecida foi Pablo. O camisa 9 estava há nove jogos sem marcar quando balançou as redes duas vezes para garantir a vitória contra o Santos, no último jogo do São Paulo antes da paralisação do futebol. Pato falou sobre o desejo de ajudar o companheiro de ataque a superar o mau momento.

"Eu lembro que o Pablo estava numa situação igual à minha. Eu entrei no jogo querendo muito fazer gol. Mas eu tentar ajudar ele a fazer o gol estava sendo muito mais importante para mim. É óbvio que eu queria fazer gol, mas eu falei: 'eu troco meu gol pelo dele'. E aí deu certo e eu fiquei muito feliz. Todo mundo queria que o Pablo cortasse o cabelo, mas não ia ficar legal (risos)", completou.

Na temporada, Alexandre Pato soma quatro gols marcados em 11 partidas disputadas. Ele é o vice-artilheiro do Tricolor em 2020, atrás de Daniel Alves, que soma um tento a mais.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?