Multicampeão pelo São Paulo, Richarlyson volta ao Morumbi como lenda

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

15-12-2019 08:00:42

Um Mundial de Clubes e três Campeonatos Brasileiros. A galeria de títulos de Richarlyson pelo São Paulo é de impor respeito a qualquer ídolo de um grande clube, e justamente por isso o jogador, que ainda não está aposentado, voltará ao Morumbi neste domingo com status de lenda para participar da Legends Cup, torneio que reunirá os principais nomes de Barcelona, Borussia Dortmund, Bayern de Munique e, claro, do Tricolor paulista.

Aos 36 anos, Richarlyson ainda aguarda uma proposta interessante para retornar ao futebol. Por enquanto, o jogador divide seu tempo entre o crossfit e o vôlei, mas, apesar de não estar tão ativo dentro das quatro linhas, neste domingo ele terá a grande oportunidade de reeditar parcerias que deixaram saudade para o torcedor são-paulino.

“A ficha não cai. Estar em um evento desse, com grandes atletas, caras que ganharam tudo, Mundial, enfim, às vezes eu não consigo mensurar o que é isso. Acho que essa gratidão, o orgulho, ficam maiores para a minha família do que para mim. Acho que o que eu mais sinto é alegria por poder reencontrar os caras que fizeram parte da minha história. Mas, quando entrar em campo amanhã, a cobrança, a responsabilidade, voltarão à tona. Se estou aqui é porque representei muito bem a instituição São Paulo”, afirmou Richarlyson.

Apesar de ser um dos atletas mais vitoriosos da história recente do Tricolor paulista, o versátil jogador não costuma participar com frequência dos eventos que envolvem ex-atletas do clube. Richarlyson, por exemplo, não foi lembrado por Leco na calçada da fama do Morumbi, área em que os nomes mais vitoriosos do São Paulo foram eternizados, contudo, com a presença de Diego Lugano na diretoria, voltou a ser mais valorizado.

“O que me fez realmente me aproximar foi a presença do Lugano, que é um cara que teve as conquistas junto comigo aqui no clube. Além de profissional, nos tornamos amigos. Sempre que a gente pode, a gente se fala, a gente se encontra. A última vez que nos encontramos foi na despedida do Rogério Ceni. Ficamos conversando bastante por mensagens, mas essa reaproximação, para mim, foi um presente, porque tudo o que eu sou, tudo o que eu tenho, eu devo ao São Paulo, minha história começou aqui”, comentou.

“Eu me sinto um privilegiado de poder retornar em um evento tão grandioso. É um evento das lendas, eu estou representando as lendas do São Paulo. Às vezes, a ficha não cai. O quanto de carinho, de mensagens que eu tenho recebido nas redes sociais... não tem como mensurar o que é isso na minha vida. Me sinto lisonjeado, ao mesmo tempo que sei que domingo vou ser cobrado, como sempre fui. A gente até brinca nas nossas conversas diárias que é para a gente ir para ganhar, porque os caras dos outros times estão sequinhos. Agradecer ao Lugano por me dar essa oportunidade de novamente estar vestindo esse manto sagrado”, concluiu.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?