Kardec celebra superação e sonha em jogar na quarta-feira

José Victor Ligero - São Paulo,SP

11-07-2016 12:00:16

Autor de dois dos três gols do São Paulo na vitória por 3 a 0 sobre o América-MG, no último domingo, no Morumbi, Alan Kardec vive uma fase de recuperação na atual temporada. Após um jejum de três meses sem marcar, o centroavante já está empatado com Jonathan Calleri na artilharia do Tricolor no Campeonato Brasileiro, com três tentos - ele já avia anotado no triunfo diante do Fluminense, por 2 a 1. Mesmo com a confiança recuperada, o jogador está ciente da importância de ter boas atuações com mais frequência.

“Não devo achar que sou o melhor do mundo por ter feito alguns gols. Tem de buscar uma regularidade, uma regularidade por cima. O primeiro semestre não foi bom, mas você tem de virar a chave. Acho que é o momento de seguir em frente, trabalhando, que eu sei do meu potencial. Quero corresponder sempre”, afirmou o camisa 14 na zona mista após o triunfo sobre o Coelho.

“Passei por um turbilhão de emoções no primeiro semestre. Por vezes você deixa entrar na cabeça algumas coisas negativas que podem atrapalhar, mas a partir do momento que a boa fase volta, as coisas melhoram. Os detalhes, aliados ao talento e com muito foco, são determinantes para ajudar. E foi nisso que me apeguei para reagir na temporada”, contou o atacante.

O próximo compromisso do São Paulo é o Atlético Nacional-COL, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), pelo confronto de volta das semifinais da Copa Libertadores da América. Precisando tirar uma diferença de dois gols, já que perdeu a partida de ida por 2 a 0, o Tricolor terá que ir ao ataque em Medellín. Por isso, Kardec  quer jogar e se diz pronto para ajudar no que for possível.

"Tentarei fazer o meu melhor, como hoje, para conseguirmos o nosso objetivo", disse o atleta, citando a confiança adquirida após a boa vitória sobre o clube mineiro. "Independentemente de quem for escalado, nosso time está mais confiante para brigar pela classificação. Se for desde o início da partida ou no decorrer do jogo, quero ajudar o São Paulo", emendou, antes de fazer uma análise do time colombiano.

"É uma equipe extremamente técnica, com jogadores que chegam tocando na nossa área. Então é um jogo de coração, diferente de tudo. Nós vamos buscar o resultado. É muito difícil, mas não impossível”, concluiu.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?