Com expectativa de superávit, São Paulo busca equilíbrio econômico nas finanças

São Paulo, SP

22/09/22 | 13:00

O ano do São Paulo é considerado positivo tanto quando analisamos temporada, com as finais do Campeonato Paulista e Copa Sul-Americana, além da semifinal da Copa do Brasil, quanto balanços financeiros, com vendas de jogadores.

Até o momento, o clube tem um superávit de R$ 79,761 milhões, segundo informações que a Gazeta Esportiva teve acesso. Nos próximos meses os gastos serão equilibrados ou superiores às receitas, pois, em função da Copa do Mundo, o futebol ficará inativo por cerca de 60 dias. Vale destacar também que a janela de transferências está fechada.

O valor atual corresponde a um número muito superior do que se esperava no início do ano. O orçamento de 2022 previa um superávit de R$ 6 milhões. Nos últimos três anos, o São Paulo teve balanços com déficits anuais superiores a R$ 100 milhões.

O futebol do Tricolor Paulista, considerando profissional e categorias de base, obteve uma arrecadação superior a quase 52% do que o esperado. Os dados levam em conta os resultados até o período atual.

As áreas que o clube esperava um prejuízo, como estádio ou social, acabou tendo uma resposta inversa. O resultado do segundo fator, por exemplo, foi R$ 1,25 milhão superior à expectativa inicial. Em bilheterias, já foram arrecadados 94% do previsto no ano (R$ 50,419 milhões).


Última janela de transferências proveitosa

O São Paulo estabeleceu como meta, para este ano, um montante de R$ 142 milhões com negociações de atletas, porém encerrou a janela de transferências com quase o dobro (R$ 235,3 milhões).

A principal causa do número alto foi o acordo entre Ajax e Manchester United por Antony. Com a venda do atacante para o futebol inglês, o Tricolor lucrou cerca de R$ 92 milhões, elevando o valor que já estava arrecadado até então (R$ 130,3 milhões).

A equipe do Morumbi teve direito à parte da negociação por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa, que repassa uma pequena porcentagem do valor total da venda para os clubes formadores do atleta.

Além de Antony, o São Paulo também lucrou com Casemiro (Manchester United), Tuta (Eintracht Frankfurt), Tiago Volpi (Toluca), Jean (Cerro Porteño), Tchê Tchê (Botafogo), David Neres (Shakhtar Donetsk e Benfica), Gabriel Sara (Norwich), Rigoni (Austin FC) e Marquinhos (Arsenal).

Deixe seu comentário