Com Crespo, alas se destacam e viram arma do São Paulo

São Paulo, SP

01-05-2021 08:00:01

Com a chegada de Hernán Crespo, o São Paulo viu o seu esquema mudar. Se antes o time costumava jogar com uma linha de quatro defensores, agora a formação mais utilizada é a 3-5-2, ou seja, com três zagueiros e com os laterais atuando mais adiantados.

E a estratégia do argentino está dando muito resultado, principalmente em virtude da boa participação dos alas. Contando com três zagueiros, os laterais vêm apoiando com mais tranquilidade no ataque e se transformando em peças fundamentais para agredir os rivais.

Daniel Alves, por exemplo, desde que passou a atuar pela ala direita, melhorou os seus números. Nesta temporada, o meia já soma um gol e quatro assistências em dez jogos.

Do outro lado, Reinaldo também parece ter se adaptado bem a nova função. O lateral-esquerdo soma, em dez compromissos, duas bolas na rede e quatro passes para gol.

Além deles, os reservas também correspondem quando são acionados. Na esquerda, o jovem Wellington possui um tento e uma assistência na temporada. Já o lateral-direito Igor Vinícius soma um gol e duas assistências.

O bom desempenho dos alas, aliás, rendeu elogios do técnico Hernán Crespo.

“Acredito que neste momento Reinaldo esteja jogando muito bem, mas o time está jogando muito bem. É um momento particular, onde os alas, Daniel Alves ou Reinaldo, têm mais facilidades para jogar”, afirmou.

Com a vitória de 2 a 0 sobre o Rentistas, pela Libertadores, que inclusive contou com um gol de Reinaldo e uma assistência de Daniel Alves, o São Paulo chegou ao seu oitavo triunfo consecutivo. Além disso, são 30 gols marcados em apenas 12 jogos.

Agora, Crespo espera voltar a contar com o brilho de seus alas neste domingo, quando o Tricolor encara o Corinthians, na Neo Química Arena, onde o clube do Morumbi jamais somou três pontos.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?