Ceni manda recado para diretoria sobre venda de atletas e garante que Calleri será comprado

São Paulo, SP

22-05-2022 20:41:19

Depois de sofrer na última temporada, o São Paulo iniciou 2022 de uma forma mais positiva. Além de ter chegado até a final do Paulistão, o clube já está classificado para a próxima fase da Sul-Americana e está brigando diretamente pela liderança do Brasileirão. E isso se deve muito ao talento de alguns jovens jogadores.

Neste domingo, após o empate de 1 a 1 com o Corinthians, o técnico Rogério Ceni demostrou o seu medo de perder atletas importantes na próxima janela de transferências e mandou um recado para a diretoria. Os mais assediados são Igor Gomes, Rodrigo Nestor e Gabriel Sara.

“Eu converso com a direção como um todo. O São Paulo vai ter uma venda do Antony, acho que vai acontecer e entrar um bom dinheiro. O São Paulo arrecadou mais de R$ 40 milhões em vendas, é um fôlego. Pode ser que precise vender um jogador e não deveria vender por menos de dois dígitos. Se não for para vender por mais de 10 milhões de euros, não venda. Temos que ter uma programação. Compreendo a necessidade do dinheiro, mas vamos se programar para achar um jogador no mercado que possa executar a mesma função do que foi vendido", disse.

"Tem alguns jogadores que são chave, se eles saírem, há chance das coisas caírem. Quando se fala de venda, se fala de jovens. Tem alguns jovens que são muito importantes para a gente e que a gente não poderia perder nesse momento. Se for no final do ano, tudo bem. Você pode montar um novo time, tem uma pré-temporada. Agora, se for desmontar o time, aí os pontos que conquistamos agora, serão para outro objetivo e não para brigar pela liderança”, completou.

O comandante também destacou a importância de usar o dinheiro da venda de jogadores com sabedoria, para que o elenco continue forte para o restante da temporada.


“Não precisamos trazer jogadores caros. Não tenho vergonha nenhuma. O São Paulo formou grandes times assim. Não precisamos de nome, precisamos de desejo, alma e vontade. É reinvestir parte do que for vendido e ter uma programação com um pouco de antecedência”, comentou.

Em contrapartida, quem deve seguir vestindo a camisa do São Paulo é Jonathan Calleri. Ceni garantiu que a diretoria irá comprar o passe do centroavante no final do ano. Ele está emprestado ao clube paulista pelo Deportivo Maldonado até dezembro de 2022.

“O Calleri vai ser comprado, eu tenho certeza. Tenho convicção que o presidente vai dar um jeito. Não é um custo absurdo. O São Paulo pode estar com problemas financeiros, mas tem muita força. Tenho certeza que ele vai ficar com a gente. Ele é muito importante para o time. O time joga muito em função dele. Para ele, o São Paulo também é importante. É onde ele se sente bem. Mas isso vai acontecer no momento certo”, finalizou.

Com o resultado do Majestoso, o Triclor está na terceira colocação do Brasileirão, com 12 pontos, dois a menos que o líder Corinthians.

O São Paulo volta as suas atenções agora para a Sul-Americana. O clube recebe o Ayacucho na quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), pela última rodada da fase de grupos do torneio. Já o próximo compromisso pelo Nacional é no sábado, às 19 horas, contra o Ceará, no Morumbi.

Deixe seu comentário