Casares se manifesta sobre ataque ao ônibus do São Paulo: “Atrocidade”

São Paulo, SP

23-01-2021 22:57:35

O São Paulo divulgou uma nota oficial de seu presidente, Julio Casares, repudiando o ataque ao ônibus que transportava a delegação para o Morumbi, neste sábado, horas antes do confronto com o Coritiba. O mandatário, que estava no veículo, presenciou as cenas de terror que, por sorte, não resultaram em nada mais grave.

“O ataque que a delegação do São Paulo Futebol Clube sofreu a caminho do estádio do Morumbi é um ato inadmissível e que jamais deve ser tolerado. Estava com a nossa delegação no ônibus e posso testemunhar que o saldo poderia ter sido ainda pior. Por sorte, ninguém se feriu”, afirmou Casares.


A emboscada aconteceu próximo à Ponte Eusébio Matoso, causando confronto entre os criminosos e policiais militares. Dos cerca de 20 a 30 envolvidos no crime, 14 foram presos. Três agentes da PM foram feridos e encaminhados a um hospital.

“Nossa prioridade neste momento é dar todo suporte necessário a jogadores, membros da comissão técnica e demais funcionários que foram vítimas do ocorrido. A vida e a integridade física de nossos colaboradores não têm preço e é inaceitável que sejam colocadas em risco”, prosseguiu.

O presidente são-paulino também garantiu que uma câmara setorial destinada a assuntos de segurança será responsável por acompanhar os desdobramentos do ocorrido e garantir a justa punição aos envolvidos no trágico ataque ao ônibus do clube.

“O clube não medirá esforços para que os autores de tamanha atrocidade sejam responsabilizados. Na condição de representante do nosso São Paulo, farei tudo a meu alcance para que casos como esse não se repitam. Para isso, já determinamos à Câmara Setorial de Segurança, na figura do Doutor Luís Lanfredi, que acompanhe os desdobramentos com afinco e proporcione às autoridades todo suporte necessário que cabe ao clube”, concluiu.

Confira o pronunciamento de Julio Casares na íntegra:

O ataque que a delegação do São Paulo Futebol Clube sofreu a caminho do estádio do Morumbi é um ato inadmissível e que jamais deve ser tolerado. Estava com a nossa delegação no ônibus e posso testemunhar que o saldo poderia ter sido ainda pior. Por sorte, ninguém se feriu.

Nossa prioridade neste momento é dar todo suporte necessário a jogadores, membros da comissão técnica e demais funcionários que foram vítimas do ocorrido. A vida e a integridade física de nossos colaboradores não têm preço e é inaceitável que sejam colocadas em risco.

O clube não medirá esforços para que os autores de tamanha atrocidade sejam responsabilizados. Na condição de representante do nosso São Paulo, farei tudo a meu alcance para que casos como esse não se repitam.

Para isso, já determinamos à Câmara Setorial de Segurança, na figura do Doutor Luís Lanfredi, que acompanhe os desdobramentos com afinco e proporcione às autoridades todo o suporte necessário que cabe ao clube.

Reitero que estou à disposição dos nossos funcionários para apoiá-los e protegê-los.

Julio Casares, Presidente

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?