Gazeta Esportiva

Bicampeonato mundial do São Paulo completa 28 anos

São Paulo, SP

12/12/21 | 12:53

Há exatamente 28 anos, no dia 12 de dezembro de 1993, o São Paulo se sagrava bicampeão mundial. Em uma final contra o poderoso Milan de Baresi e Maldini, o time comandado por Telê Santana, contrariando as previsões mais uma vez, venceu por 3 a 2, conquistou o planeta no Japão.

Os gols do São Paulo foram marcados por Palhinha, Toninho Cerezo e Müller, protagonista do lance decisivo do jogo. O Milan balançou as redes com Massaro e Papin.


O São Paulo foi quem abriu o placar no Estádio Nacional de Tóquio, que recebeu 52.275 torcedores para a grande final. Em uma jogada de pé em pé, passando a bola por todo o campo, o Tricolor acabou chegando ao gol após cruzamento rasteiro de Cafu para o meio da área, onde Palhinha apareceu para completar para o fundo das redes em um momento-chave da partida, já que minutos antes o Milan havia acertado o travessão em grande chute de Massaro de fora da área.

O Milan chegou ao empate em uma jogada muito menos trabalhada em comparação com a do gol do São Paulo. Massaro aproveitou o vacilo da defesa tricolor, que não acompanhou a trajetória da bola após Desailly dar um balão em direção à área, e bateu sem chances para Zetti.

O São Paulo não se abateu e retomou a vantagem ainda no primeiro tempo. Palhinha abriu para Leonardo na esquerda, que fez o cruzamento rasteiro para Cerezo, que, no segundo pau, completou de primeira.

O Milan novamente empatou em mais uma jogada de bola aérea. Desta vez, Papin apareceu para cabecear de forma certeira faltando dez minutos para o fim do tempo regulamentar. Mas, quando todos imaginavam que a prorrogação estava a caminho, Muller foi lançado por Cerezo, dividiu com Pagliuca e viu a bola, que bateu em seu calcanhar, morrer no fundo das redes. Assim, o São Paulo se sagrava bicampeão mundial no Japão.

Deixe seu comentário