Após soberania em 2020, São Paulo sofreu 12 gols nos últimos 3 jogos contra o Flamengo

São Paulo, SP

06/08/22 | 05:00 - 05/08/22 | 19:34

O São Paulo recebe o Flamengo neste sábado, às 20h30 (de Brasília), no Morumbi, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time comandado por Rogério Ceni entra em campo precisando acabar com a sequência negativa recente enfrentando o rival rubro-negro. Para isso, o elenco tem o ano de 2020 como inspiração.

O São Paulo foi massacrado nos últimos três jogos contra o Flamengo. Pelo Campeonato Brasileiro de 2021, o Tricolor foi goleado por 5 a 1 no Maracanã e por 4 a 0 no Morumbi, partida que marcou a expulsão de Calleri logo no início do jogo, o que foi fundamental para abrir caminho para que o rival rubro-negro não tomasse conhecimento dos donos da casa.

Neste ano, no primeiro turno do Brasileirão, o São Paulo até fez um jogo parelho com o Flamengo no primeiro turno e em parte da etapa complementar, mas na reta final da partida a individualidade de alguns atletas falou mais alto, e os donos da casa acabaram saindo de campo com o triunfo por 3 a 1 no Maracanã.


O Flamengo fez nos três confrontos mais recentes com o São Paulo tudo o que não fez nos últimos anos encarando o rival, já que o Tricolor ficou sem perder para o Rubro-Negro entre o fim de 2017 até o início de 2021, pouco mais de quatro anos.

Neste período, as duas equipes se enfrentaram nove vezes, com o São Paulo conquistando seis vitórias e somando outros três empates, com 17 gols marcados e apenas seis sofridos, incluindo uma classificação contra o Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil de 2020.

Fato é que os tempos são outros, e o Flamengo, com um elenco cada vez mais estrelado, figura mais favorito do que nunca. Neste sábado, o time comandado por Dorival Jr deverá ir a campo com uma formação alternativa, já que na terça-feira receberá o Corinthians, no Maracanã, pela volta das quartas de final da Libertadores. Entretanto, a equipe considerada reserva conta com nomes como Arturo Vidal, Everton Cebolinha e Marinho.

Pelo lado do São Paulo, a situação é semelhante. Na próxima quarta-feira o Tricolor enfrenta o Ceará, em Fortaleza, pela volta das quartas de final da Sul-Americana, e, por isso, deverá enfrentar o Flamengo também com uma formação alternativa, conforme o próprio Rogério Ceni sinalizou ao vencer o Vozão no jogo de ida por 1 a 0 no meio de semana.

“Se eu botar daqui 60 horas os mesmos jogadores pra jogar contra o Flamengo… o Atlético-GO fez isso. Venceu o Corinthians e depois foi no Maracanã com os mesmos 11 jogadores. Então, tenho que ter energia, porque para jogar contra o Flamengo, se você não tiver o mínimo de energia, você é engolido”, disse Ceni.

Deixe seu comentário