Análise: São Paulo faz dever de casa, mas ineficiência no ataque pode custar caro

Redação - São Paulo,SP

04/08/22 | 06:00 - 03/08/22 | 23:35

Marcelo Baseggio

O São Paulo saiu na frente do Ceará nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Diante de mais de 52 mil pessoas, o Tricolor fez o dever de casa, vencendo o rival por 1 a 0 no Morumbi, mas pecou na conclusão das jogadas ofensivas e perdeu um pênalti com Calleri que poderia encaminhar a classificação para próxima fase do torneio.

É fato que o São Paulo criou pouco ou quase nada no primeiro tempo, sofrendo para encontrar espaços na defesa do Ceará, muito bem no jogo aéreo, neutralizando Jonathan Calleri, enquanto Luciano se deslocava do ataque para o meio-campo tentando levar uma superioridade numérica para sua equipe no setor.


Na etapa complementar o Tricolor conseguiu desenvolver suas jogadas com mais naturalidade e só não abriu o placar no primeiro minuto porque a defesa do Ceará bloqueou os chutes de Igor Gomes e Rodrigo Nestor dentro da área. Depois, Luciano exigiu boa defesa de João Ricardo em arremate de fora da área.

A falta de letalidade do São Paulo no ataque forçou Rogério Ceni a promover algumas trocas, dentre elas a entrada de Nikão, herói da noite ao receber de Igor Vinícius e balançar as redes com um belo chute. Embalado pelo gol de seu camisa 10, o time tricolor aparentava estar próximo de ampliar o placar e não demorou muito para ter um pênalti ao seu favor depois de Calleri ser atingido no rosto por Victor Luis dentro da área.

Os mais de 52 mil torcedores presentes no Morumbi entoaram em uníssono "Ô ô ô toca no Calleri que é gol" antes da cobrança de pênalti, mas o argentino viu João Ricardo defender sua finalização da marca da cal. No rebote, Igor Vinícius conseguiu bater para o gol, mas a bola foi em cima do goleiro do Ceará, prova final da ineficiência do ataque tricolor.

Na próxima quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza, o São Paulo terá mais 90 minutos para confirmar sua ida à semifinal da Copa Sul-Americana. O time comandado por Rogério Ceni terá a vantagem de jogar pelo empate, mas a infeliz noite do ataque tricolor no Morumbi pode acabar custando caro se o Vozão estiver inspirado no jogo de volta.

Deixe seu comentário