Análise: Ceni ignora abismo entre os clubes e faz São Paulo bater de frente com o Palmeiras

Redação - São Paulo,SP

24-06-2022 06:00:00

Marcelo Baseggio

São Paulo e Palmeiras estão, hoje, em prateleiras diferentes do futebol brasileiro. Não me refiro à grandeza das duas instituições, mas, sim, à realidade vivida por cada clube nos últimos anos. De um lado, há um Tricolor combalido, que correu riscos de rebaixamentos recentemente e amargou anos de fila ante da conquista do Paulistão. Do outro, há um Verdão multicampeão, com um treinador consagrado e milhões à disposição para investir no elenco.

Enquanto um clube atravessa grave crise financeira, tendo de sanar dívidas atrás de dívidas, outro aproveita o grande momento sem perder a sede por títulos. Mas, apesar do abismo entre os dois times, o técnico Rogério Ceni consegue, de forma heroica, fazer com que o São Paulo seja competitivo contra o Palmeiras.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Desde quando assumiu o clube, em outubro de 2021, Rogério Ceni enfrentou o Palmeiras seis vezes. O treinador soma três vitórias e três derrotas. Sua equipe marcou sete gols e sofreu oito. Perdeu o título do Paulistão de maneira trágica, mas pode dar o troco nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Os números provam o equilíbrio entre as equipes, mesmo com a enorme diferença de investimento, estrutura e receita. O Palmeiras é considerado uma das melhores equipes do continente, figurando como atual bicampeão da Libertadores, porque há anos faz um trabalho exemplar nos bastidores. O São Paulo passa por um momento de reconstrução, e Rogério Ceni é peça-chave para o renascimento do Tricolor que torcedores mais antigos conhecem, mas que as novas gerações ainda não tiveram o privilégio de experienciar.


Rogério Ceni foi bastante criticado na última segunda-feira, quando o São Paulo foi bem na etapa inicial do jogo do Brasileirão, abrindo o placar, mas sofreu o empate aos 45 minutos do segundo tempo e a virada para o Palmeiras já nos acréscimos. Entretanto, convicto de seu trabalho, repetiu a escalação nesta quinta, desta vez pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e acabou conquistando o resultado positivo.

Entre erros e acertos, o São Paulo vai trilhando seu caminho na esperança de voltar aos tempos de glórias. Rogério Ceni fez parte dele debaixo das traves e vem se dedicando para participar de uma nova era vitoriosa agora à beira do campo. O abismo entre o Tricolor e as atuais potências do futebol brasileiro segue grande, mas Ceni é um dos poucos que são capazes, se não o único, de diminuí-lo mais rapidamente.

Deixe seu comentário