Alvo do Grupo City, diretor é mais um profissional do São Paulo sondado por rivais

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

25/04/22 | 14:34

Rui Costa é um dos profissionais que podem se transferir para o Bahia caso o Grupo City realmente compre o clube. Conforme apurou a reportagem da Gazeta Esportiva, ainda não há qualquer tipo de negociação entre as partes, mas o diretor executivo de futebol do São Paulo foi sondado para o cargo de CEO do time de Salvador.

No São Paulo, Rui Costa é o responsável por tudo que envolve a contratação de atletas para o time profissional, como propostas, negociação de contratos, renovação de vínculos, entre outras tarefas, figurando como braço direito de Carlos Belmonte, diretor de futebol do Tricolor.

Outros são-paulinos também foram procurados por rivais

Rui Costa foi contratado pelo presidente Julio Casares e integra o projeto de reconstrução do São Paulo desde o início, assim como o coordenador técnico do clube, Muricy Ramalho, que também foi procurado pela CBF recentemente para exercer cargo parecido na Seleção Brasileira, o que foi negado.

Além de Muricy Ramalho, Alex, técnico do sub-20, chegou a receber sondagens da CBF para substituir André Jardine no comando da Seleção Olímpica, e do Avaí, para treinar o time profissional catarinense, porém, foi mais um que preferiu permanecer no São Paulo e dar continuidade ao projeto no CFA Laudo Natel, em Cotia.

Por falar em Cotia, o diretor de futebol de base do São Paulo, Marcos Biasotto, foi outro profissional tricolor procurado. O dirigente era alvo do Internacional, que o queria como diretor executivo, mas ele sequer abriu conversas com o clube gaúcho.

Atual diretor executivo de futebol do São Paulo, Rui Costa também já passou por Grêmio, Athletico-PR, Atlético-MG e Chapecoense, onde acabou ganhando mais notoriedade por liderar o processo de reconstrução do clube após o trágico acidente aéreo de 2016. Graças a montagem de elenco feita por ele, o Verdão do Oeste chegou no ano seguinte à Libertadores.

Deixe seu comentário