Veríssimo lamenta expulsão de parceiro e fala em erguer a cabeça

São Paulo , SP
18/08/2019 18:17:05 — 18/08/2019 23:33:23

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Santos

O Santos sofreu sua segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro durante a noite deste domingo. Superado pelo Cruzeiro no Estádio do Mineirão, o zagueiro Lucas Veríssimo lamentou a expulsão precoce do parceiro Gustavo Henrique, mas procurou demonstrar fé na recuperação.

Ainda antes do primeiro minuto de jogo, Pedro Rocha recebeu de David de frente para o gol e acabou derrubado por Gustavo Henrique. Após rever o lance pelo monitor do VAR, o árbitro Anderson Daronco expulsou o zagueiro do Santos e a vida do Cruzeiro ficou mais fácil.

“Na verdade, a gente traçou uma meta de jogo e trabalhamos em cima disso durante a semana. Com um minuto, acabamos perdendo um jogador e tivemos que mudar totalmente nosso estilo de jogo, nossa maneira de atuar”, descreveu Lucas Veríssimo ao Premiere.

No final do primeiro tempo, Fred marcou para o Cruzeiro e encerrou um jejum de 16 jogos. No começo da etapa complementar, o centroavante escorou como pivô para finalização certeira de Thiago Neves. Em inferioridade numérica, o Santos praticamente não conseguiu ameaçar o gol de Fabio.

“Talvez, poderíamos ter ficado um pouco mais recuados, saindo no contra-ataque. Mas, infelizmente, eles ficaram em cima o jogo todo e, em uma hora, acabaria entrando. Agora, é erguer a cabeça. Tem muito campeonato pela frente e nossa equipe vem bem. Não é porque perdemos dois jogos que vamos abaixar a bola”, declarou Veríssimo.

Com 32 pontos ganhos, dois de vantagem sobre Flamengo e Palmeiras, o Santos permanece na liderança do Campeonato Brasileiro. Pela 16ª rodada, o time alvinegro volta a campo para enfrentar o ameaçado Fortaleza às 16 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio da Vila Belmiro.




  • Carlos Roberto de Souza Santos

    Isso mesmo Veríssimo!
    Erguer a cabeça para já no próximo jogo fazerem as mesmas besteiras que toda esta zaga vem fazendo.
    No paulista Luiz Felipe só, e tão só, conseguiu fazer uma lambança em uma bola que era só deixar passar que chegaria no Vanderlei. Gustavo Henrique não sabe o que é cercar, e quando vai parece um trem descarrilhado.
    E você, meu caro ( e bem caro) Veríssimo, conseguiu tomar um amarelo sem necessidade alguma no 1º tempo, e assim que reiniciou o jogo após intervalo, pronto recebeu o 2º amarelo e foi expulso.
    MMalisson, se eu fosse árbitro o expulsaria antes dos 15 minutos do 1º tempo em qualquer jogo que ele saísse jogando. Da maneira que jogam, começo a pensar que é proposital as condutas destes zagueiros.
    Torcedores que são coniventes que tanta imprudência, ou tecnicamente imperícia, destes atletas, não ajudam em nada. E como querem estádios cheios, para assistirmos a isso?
    Se jogassem futebol arte mesmo, não precisariam estar implorando a presença de torcedores, eles iriam naturalmente aos estádios.

×
Quer receber notícias do Santos?