Futebol/Santos

Sampaoli reclama de “sumiço” de jovens: “Prioridade é o dinheiro”

São Paulo , SP
21/07/2019 07:00:14

Em: Escolha do editor, Futebol, Santos

De volta à sala de entrevistas do CT Rei Pelé antes do confronto contra o Botafogo, marcado para este domingo, às 11h (de Brasília), no Rio de Janeiro, Jorge Sampaoli não fez questão nenhuma de ponderar alguns temas que não o deixam satisfeitos no Santos. Um desses é a renovação de alguns dos jovens jogadores do clube, que impossibilitam sua utilização.

“Tem o Tailson, Sandry, Kaique, um monte de meninos que estão por aí semi-incluídos, porque acabam jogando pouco. Ainda não há entendimento entre a diretoria e o empresário. Talvez tenham contratos mais consolidados. A questão aqui é mais econômica, isso prejudica para que joguem. Sandry era muito valorizado por mim, por isso chamei, mas faz três meses que não o vejo. Esperava Tailson no Brasileiro, mas o perdi. Tenho certeza que a prioridade é o dinheiro”, disse Sampaoli.

Adepto de utilizar garotos para completar os treinamentos, Sampaoli tem utilizado a estratégia dos “sparrings” no Santos, que acabam sendo pouco utilizados em jogos, mas acabam aprimorando seus conceitos. Esses jogadores, segundo o próprio técnico, devem ser mais escalados a partir da próxima temporada, principalmente se o clube não buscar novas peças no mercado.

“Sempre tem um primeiro ano para ir se acostumando. Sempre aparecem mais jogadores nessas condições no meu projeto. Até o fim do ano, se não chegarem mais jogadores, circunstâncias como lesões farão com que os jovens tenham oportunidade de jogar”, comentou.

“Tive que arrumar o time com jogadores que foram chegando e agora, com meio semestre, estamos com jogadores mais consolidados que outros. Estamos buscando alguma possibilidade que nos propiciem alguma mudança. Mas estamos trabalhando todos os dias com os jovens, com a diretoria para ver as possibilidades que temos”, finalizou Sampaoli.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com




×
Quer receber notícias do Santos?