Muita coisa mudou no Santos desde a goleada para o Palmeiras; Veja

Tiago Salazar - São Paulo , SP
08/10/2019 05:30:09

Em: Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos

O clássico entre Santos e Palmeiras, agendado para essa quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro, é o chamado confronto direito. O Peixe tem a chance de tomar a vice-liderança do rival no Campeonato Brasileiro. Uma vitória alvinegra deixaria as duas equipes empatadas em 47 pontos, mas com os mandantes à frente pelo número de triunfos.

Para isso, Jorge Sampaoli terá de conseguir um feito inédito sob o comando do Santos. O Palmeiras é justamente o único clássico regional que o argentino ainda venceu desde que começou a trabalhar no Brasil: uma derrota e um empate.

No primeiro turno, o Santos foi goleado pelo Palmeiras no Pacaembu (Foto: Ivan Storti/SFC)

Pela primeira vez a disputa será na casa do Santos. E o embate tem tudo para ser bem diferente dos confrontos pelo Paulistão e pelo primeiro turno do nacional por pontos corridos pelo fato de Luiz Felipe Scolari ter sido substituído por Mano Menezes, um técnico que ‘gosta mais da bola’.

A principal expectativa é que o Santos de agora nem de longe lembre a apresentação no último encontro, em maio, no Pacaembu, pelo Brasileirão. Naquela oportunidade, o Peixe levou 4 a 0 e foi completamente dominado pelo rival alviverde.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Lembre o que mudou
Quando foi goleado, o Santos tinha Vanderlei no gol. Agora Everson é o dono da meta. Felipe Aguilar também perdeu espaço e o Santos agora tem Marinho e Tailson como opções. Eduardo Sasha, desfalque há cinco meses, pode ser opção no clássico de quarta.

Rodrygo, preterido por Sampaoli no clássico do primeiro turno, hoje defende o Real Madrid. Soteldo, Derlis, Felipe Jonatan e Cueva, todos utilizados naquela goleada, são desfalques para o reencontro.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Tabela
Assim como nessa 24ª rodada, o último jogo entre as duas equipes paulistas também foi um confronto direito. À época, ambos entraram em campo com 10 pontos. Os alviverdes eram líderes e dispararam com o triunfo. Agora, a disputa é pela vice-liderança e o Peixe entra em campo três pontos atrás de seu adversário.

 




×
Quer receber notícias do Santos?