Lisca celebra primeira vitória no Santos e cita trabalho para retomar confiança do elenco

São Paulo, SP

08/08/22 | 23:40

O Santos venceu o Coritiba por 2 a 1, fora de casa, nesta segunda-feira, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Este foi o primeiro triunfo do técnico Lisca no comando do Peixe. Após o jogo, o comandante celebrou o feito, ainda mais porque foi a sua última partida antes de completar 50 anos de idade.

“Eu falei no vestiário. Hoje foi meu último jogo antes dos 50 anos. Faço na quinta-feira, dia 11. Falei que tínhamos que ganhar o último antes e temos que ganhar o primeiro com 50. Foi bem legal. Foi um roteiro legal, podia ser mais tranquilo. Estamos caminhando bem. Pés nos chão, sem euforia, sabendo o que precisamos melhorar. Estou muito orgulhoso com essa oportunidade. Os jogadores compraram a ideia”, comentou.

O treinador também destacou que os três pontos são muito importantes para retomar a confiança dos jogadores alvinegros. O segundo gol dos visitantes, inclusive, foi anotado por Angulo, que estava em baixa no elenco até a chagada de Lisca.

“A vantagem de quando troca treinador é que a conta zera. É uma nova oportunidade. Eu converso muito com ele (Angulo), John e Julio, que está treinando muito bem também. O Angulo é um jogador que eu conheço, de muito conhecimento tático, experiente e que precisa de confiança, como todos jogadores do Santos. Quando eu cheguei eu tinha uma noção da pressão, mas foi em Fortaleza eu senti realmente como os jogadores estavam temerosos e acuados. Quando toma um gol parece que a coisa já ficou pesada. Eu estou tentando tirar isso com muita conversa. As duas primeiras semanas foram de muitas conversas, tentando colocar eles para cima, dando confiança. É um time com potencial enorme, mas que precisa saber jogar e matar o jogo", disse.

"Peço para a torcida do Santos voltar um pouco atrás essa relação com os jogadores que já estava um pouco desgastada. É um novo trabalho, um novo projeto. Cumprimentar os jogadores pela entrega e luta. Agora é pegar mais confiança, ainda sinto eles meio receosos. Futebol é um jogo de iniciativa, de imposição. Essa vitória foi muito importante nesse ponto também”, completou.

Falando especificamente da partida desta noite, o técnico elogiou o primeiro tempo do Santos e valorizou as suas alterações no decorrer da etapa final.


"O primeiro tempo acho que foi muito bom, controle total da partida, posse de bola, jogadas pela direita e esquerda, muito mais posse de bola, mas ainda não fomos muito agressivos. No segundo, o Morinigo mexeu muito bem. O time deles ficou muito mais agressivo. A única maneira que eles poderiam marcar seria na bola aérea. Erramos ao deixar o Léo entrar nas costas. Sentimos um pouco. Parabenizar também a torcida do Coritiba, estava lindo. Foi o 12º jogador e quase levou o Coritiba à virada. Acalmamos o jogo, as substituições foram boas também. o Ângelo entrou muito bem. O Angulo também", analisou.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano segue na nona colocação do torneio, agora com 30 pontos, três a menos que o Internacional, primeiro clube dentro da zona de classificação à Libertadores.

O Santos volta a campo agora no próximo domingo, quando visita o América-MG, às 18 horas (de Brasília), pela 22ª rodada do Brasileirão.

Deixe seu comentário