Gazeta Esportiva

Jobson lamenta ausência de público nos estádios: "perde a essência"

São Paulo, SP

14/03/20 | 07:00

Jobson deve ser titular do Santos contra o São Paulo (Foto: Staff Images)

Como medida preventiva ao surto de coronavírus, o clássico San-São, entre São Paulo e Santos será realizado com portões fechados para torcida. Jobson, meio-campo do Peixe, lamentou a necessidade e disse que o esporte "perde um pouco da essência".

"Prefiro com torcida. Sem eles, perde um pouco da essência. Somos apaixonados por futebol. Torcedores deixam de fazer muita coisa para estar no estádio. Mesmo com gente vendo pela televisão, deixa o cenário triste. Mas, é melhor a saúde de todos do que corrermos risco", comentou.


Quando questionado sobre uma possível paralisação do Campeonato Paulista, seguindo o caminho das competições europeias e da Libertadores, o volante santista se mostrou à favor.

"Cancelamento talvez seria o que mais debatemos. Acompanhei alguns programas, abrir estádio dá gasto, e não vai ter torcedor para bancar quem trabalha. Paralisação talvez seja o correto, mas não cabe a mim ter que dizer se deve parar ou não", disse.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O grande empecilho para a suspensão dos torneios neste início da temporada seria o calendário. Como já conhecida, a rotina dos times não é fácil e o intervalo entre as partidas são mínimos.

Jobson cobra um posicionamento da Confederação Brasileira de Futebol sobre o assunto.

"Excesso de jogos já vivemos todos os anos, quarta, sábado... Ficará mais apertado ainda se paralisar. A CBF precisa ver e decidir como conciliar isso", finalizou.

Deixe seu comentário