Copete ajuda Holan e diz que seria até roupeiro no Santos: "Faço tudo por esse clube"

São Paulo, SP

05-03-2021 18:53:14

Jonathan Copete está efetivamente de volta ao Santos. Ele apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira e na sequência foi inscrito no Campeonato Paulista.

O atacante colombiano esperou mais de sete meses desde o retorno antecipado do empréstimo ao Everton, do Chile. Como está impossibilitado de registrar novos contratos, o Peixe precisou esperar o fim do vínculo e a reabertura da janela internacional de transferências para viabilizar a inscrição.

Em entrevista ao site oficial do Santos, Copete falou sobre o amor pelo clube. E disse que seria até roupeiro para ajudar.

“Foi um desafio muito grande ficar esse tempo todo treinando sabendo que não ia jogar. Mas sou bom profissional e tive muita paciência para aguentar esse tempo, pois sabia que uma hora a chance para jogar apareceria. Agora preciso fazer com que esse esforço para chegar até aqui valha a pena. Fico feliz demais em poder voltar a fazer o que eu mais amo, que é jogar futebol. Nem lembrava mais como era dar entrevistas para vocês”, disse.

“Desde que cheguei aqui eu sempre falei que ajudaria o Santos da forma que pudesse. Se tiver até que ser roupeiro, goleiro, ajudar a carregar os materiais de jogo… qualquer coisa para ajudar eu faria. Mas poder voltar a ajudar dentro de campo é uma sensação boa demais. É uma oportunidade grande para seguir mostrando minha raça e meu amor por esse clube”, completou.

Jonathan Copete também tem ajudado o técnico argentino Ariel Holan na adaptação ao português.

“Essa primeira semana com o Holan está sendo muito boa. É um treinador moderno e que gosta de buscar o ataque. Ainda pude ajudar ele um pouco com a questão da língua, já que estou no Brasil há muito tempo e entendo bem o português. Esperamos seguir crescendo cada vez mais durante a temporada”, concluiu.

Aos 33 anos, Copete tem a chance de mostrar serviço ao Peixe antes do término do contrato, em 30 de junho. Ariel Holan conta com ele, assim como o ex-treinador Cuca, que não conseguiu utilizá-lo. O atleta é o maior artilheiro estrangeiro da história do Alvinegro, com 26 gols.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?