Gazeta Esportiva

Com status de promessa, zagueiro boliviano evita ansiedade por estreia pelo Santos

São Paulo, SP

26/11/22 | 19:23

A temporada 2023 ainda não começou para o Santos, mas o clube já inicia a montagem de seu elenco. O time principal, no entanto, pode utilizar as categorias de base como fonte de "reforços" mais uma vez, algo que é tradição do Peixe. Um dos nomes que podem receber minutos entre os profissionais é o zagueiro boliviano Leonardo Zabala.

Aos 19 anos, Zabala chegou à base do Santos após defender o rival, o Palmeiras. Mesmo jogando pelo sub-20 do Alvinegro Praiano, o zagueiro soma convocações pelo elenco profissional da Seleção Boliviana. No entanto, ele fez apenas uma partida pelo país, quando entrou em campo na derrota por 5 a 0 diante do Brasil, na Neo Química Arena, em 2020.

Após uma temporada de titularidade no time de base do Santos, o zagueiro já faz parte do elenco profissional e vive processo de transição. Apesar da expectativa pela estreia, Zabala lida com tranqulidade com a possibilidade de começar uma partida pela equipe principal.

"Eu sei que minha estreia pelo Santos pode chegar ou não, só o tempo vai decidir, então eu estou tranquilo, porque sei que tem uma Seleção que me valoriza e eu acho que mereço muito o lugar onde estou agora", disse o zagueiro em entrevisa ao podcast Da Bolívia Para Santos.

"Isso (estreia na Seleção da Bolívia) é uma responsabilidade muito grande para mim, que me motiva a continuar treinando mais forte, melhorandoa cada dia mais e fazendo alguma coisa a mais que o resto", concluiu o defensor.


Além de Zabala, a base santista conta com outros bolivianos, com destaque para o meia Miguelito, que já estreou pelo time profissional.

Seleção boliviana

Além da chance de ganhar minutos no profissional do Santos, Zabala mira mais oportunidades na Bolívia e projetou objetivos.

"Eu sei que o país inteiro tem confiança em mim e em outros companheiros meus", afirmou. "Eu não sinto muito essa pressão de carregar o país, que merece o melhor. Merece chegar na Copa, em 2026, porque vem fazendo um trabalho muito bom", completou.

Deixe seu comentário