Futebol/Santos

Após jogo “exigente”, Sampaoli prega cautela com liderança do Santos

São Paulo , SP
21/07/2019 13:38:36

Em: Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, Santos

Jorge Sampaoli se mostrou satisfeito com a apresentação de seus comandados na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, conquistada neste domingo, no Nílton Santos. Porém, foi cauteloso quando diz respeito a liderança, dividida com o Palmeiras. Em entrevista coletiva concedida ainda em solo carioca, o treinador valorizou os três pontos conquistados em um jogo “exigente”, no qual os dois times terminaram com 10 jogadores.

“Temos que pensar que cada jogo é assim, muito complicado. Hoje foi um jogo que exigiu bastante de todos os jogadores. O campo não estava ajudando. Temos que saber que nossa realidade será marcada em novembro, no fim do campeonato. Nós temos que pensar em chegar bem nas últimas rodadas. Esse tem que ser o nosso foco”, disse Sampaoli.

Depois de um primeiro tempo em que o Peixe encontrou dificuldades para prevalecer no último terço do campo, Sampaoli promoveu mudanças para a segunda etapa, entre elas a entrada de Marinho na vaga de Uribe, que começou como referência no comando de ataque. E foi justamente o substituto que marcou o gol do triunfo, com um chute de fora da área.

O técnico do Santos explicou a mudança tática com a entrada de Marinho e valorizou o estilo do jogador diante das circunstâncias da partida, com um jogador a menos de cada lado. “Marinho teve muito a ver com o resultado por suas participações ofensivas. Tivemos a inferioridade numérica e modificamos a forma de jogar, mas o que buscamos com Marinho foi a presença de ataque e, por sorte, marcamos o gol”, finalizou.

Com os três pontos conquistados diante do Botafogo no Estádio Nílton Santos, o Peixe chegou aos 26 pontos e igualou a pontuação do Palmeiras, que segue à frente pelo número maior de gols marcados. Os comandados de Sampaoli, agora, voltam a campo no próximo domingo, na Vila Belmiro, para medir forças com o Avaí.




  • Jose maria rodrigues

    Enquanto o MAIOR CLUBE DE FUTEBOL DO MUNDO “SANTOS FC” pensa gastar 220 MILHÕES DE REAIS para aumentar 4 Mil lugares na velha arcáica VILINHA e ter um estádio REMENDADO para incríveis 18 Mil torcedores, o TOTTENHAM da Inglaterra que não é nada em comparação ao MÍTICO CLUBE DE PELÉ, inaugurou seu LINDO, NOVO E SUPER MODERNO ESTÁDIO PARA 62.000 MIL TORCEDORES e já começa a se despontar a nível Mundial e fazer amistosos com outros grandes clubes ao redor do Mundo. Enquanto isso a VELHARADA e donos do SANTOS FC continuam sonhando com a FAZENDINHA BELMIRO por mais 100 ANOS. É REVOLTANTE E DESANIMADOR.

    • Ricardo Gomes da Silva

      O time mencionado está na Inglaterra (Europa) que tem uma realidade totalmente diferente da nossa em relação a condição econômica e cultural quando falamos de esportes, portanto, é irreal fazer essa comparação.

      Nenhum clube brasileiro (nem Flamengo ou Corinthians ou Palmeiras ou qualquer outro) chega perto da média de público dos clubes europeus, então, comparar o Santos com eles é desleal.

      Além disso, eles possuem torcida efetiva (que vai ao estádio), enquanto o Santos tem torcida potencial (que NÃO VAI AO ESTÁDIO). A situação do Santos é igual a de todos clubes brasileiros grandes, ou seja, enormes contingentes de pessoas que dizem torcer para esses clubes, porém, nem uma camisa oficial compram, não são sócios, não vão ao estádio e não consomem praticamente nada relativa ao time. Nosso país é de potencial, não é de realidade.

      A reforma da Vila, por mais que eu também deseje um estádio para 50 mil lugares, me parece correta pelo baixo empenho da nossa torcida.

      • Jose maria rodrigues

        Entendo e respeito sua visão e pensamento mas penso diferente. O FLAMENGO a única coisa que tem mais que o SANTOS FC é uma torcida de maior número e toda a imprensa a seu favor, e exatamente por ter toda a imprensa a seu favor “só joga no MARACANÔ e a imagem que é vendida ao Mundo é a de um estádio grande e sempre cheio, fazendo que BILHÕES de pessoas sempre lembre dele como um clube grande e de muitos torcedores.
        Em relação ao público dos estádios, o PALMEIRAS, CORINTHIANS, GRÊMIO E INTER, nunca tem os seus estádios com a lotação máxima simplesmente por motivos de valor de ingressos. O PALMEIRAS por exemplo, se trabalhasse com uns ingressos mais barato teria sempre sua ocupação máxima, o mesmo passaria com o GRÊMIO com sua ARENA DE 60 MIL. Dessa maneira ALÉM de vender para o Mundo a imagem de clube grande e de grande torcida, LUCRARIA MAIS, porque o Torcedor por pagar menos na entrada gastaria um pouco mais nas dependências do clube ou você acha que os torcedores do FLAMENGO que sempre colocam mais de 40 Mil, 50 Mil e 60 Mil no MARACANÃ tem poder aquisitivo maior que os Palmeirenses , CÚrintianus, Gremistas e Colorados !?.
        O TOTTENHAM não tem um terço da Torcida do SANTOS FC e está em uma cidade de 9 Milhões de pessoas que tem outros dois clubes grandes, ARSENAL E CHELSEA, a parte que na cidade tem muitos torcedores do MANCHESTER UNITED, LIVERPOOL E MANCHESTER CITY. Com esse cenário, está mais que provado que os seus DIRIGENTES pensam grande.
        Em relação a Vila Belmiro, muito respeito e agradecimento por toda sua história mas que já deu, é hora de se aposentar e deixar que o clube trilhe o seu caminho em outra casa, podendo ter um caminho mais largo, cumprido e de melhor asfalto justo em sua porta.

  • Carlos Roberto de Souza Santos

    O que gostaria de trazer a discussão é:
    Até quando a instituição SANTOS FUTEBOL CLUBE e seus torcedores serão prejudicados pelos seguintes atletas; Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e MMALISSON.
    Estes atletas prejudicam o trabalho de muitos profissionais quando com atitudes irresponsáveis são advertidos e punidos com cartões amarelos e vermelhos.
    O clube não pune estes atletas pelo mau comportamento durante as partidas?

    • Ricardo Gomes da Silva

      Calma, um pouco de calma ajuda bastante.

      Você aborda um ponto importante, porém, erra na forma exagerada de tratá-lo.

      Antes de descer a lenha em jogadores que entram em campo e lutam pelo time você deveria pontuar os aproveitadores do elenco, por exemplo, Cueva, Cléber Reis, Leandro Donizeti, etc..

      Sim, no Santos existe um paternalismo exagerado e seria de bom tom trabalhar os jogadores para deixarem de lado vícios prejudiciais aos times.

      O caso do Alisson deve ser entendido como um erro de avaliação das sucessivas comissões técnicas que passaram pelo Santos, mas, que felizmente o Sampaoli parece ter percebido e o colocou na reserva.

      Já Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique são erros de postura permitidos pelas diretorias e comissões técnicas, pois, de longa data eu falo que eles reclamam de forma exagerada com ou sem razão (muitas vezes sem nenhuma razão). É necessário colocar na cabeça deles que as decisões dos juízes não serão alteradas se eles xingarem e gesticularem ofensivamente. A situação só vai piorar e acabar num cartão.

      • Carlos Roberto de Souza Santos

        Muito bom seu comentário Ricardo Gomes da Silva!
        Discussão é isso! Cada um apresenta suas críticas, seus argumentos, outros divergem, apresentam outro ângulo, e acredito no crescimento de todos com isso. Gostei muito mesmo!

  • Valdir Santos

    Três Zagueiros jogando no SANTOS, o que é isso?, raiva da vida, nunca dará certo.

×
Quer receber notícias do Santos?