Gazeta Esportiva

Análise: Santos domina o Inter no 2º tempo, mas falta de precisão e vacilo no começo custam caro

Redação - São Paulo,SP

Publicação 04/06/23 | 06:00

O Santos amargou o seu sexto jogo seguido sem vencer na temporada neste sábado, no empate de 1 a 1 com o Internacional, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe até poderia ter saído da Vila Belmiro com um resultado melhor, mas esbarrou em dois problemas: desatenção e falta de precisão.

O time entrou em campo muito desligado. Com apenas um minuto, Luiz Adriano aproveitou a bobeira da defesa em cobrança de escanteio e colocou os gaúchos na frente. E os visitantes tiveram boas chances para ampliar. O sistema defensivo alvinegro estava muito frágil. Os mandantes não conseguiam recuperar a bola e tinham que apelar para as faltas para evitar lances de mais perigo.

 

Quando enfim tinha a posse, o Alvinegro Praiano não conseguiu ligar os contra-ataques. Sufocado pelas linhas altas do Inter, os defensores e os meio-campistas pecaram muito na hora do passe. Foram inúmeros ataques desperdiçados por falta de precisão.

O único que se sobressaiu neste cenário foi Lucas Lima. O meia teve uma de suas melhores atuações desde que retornou ao Santos e marcou um golaço de falta, aos 11 minutos do primeiro tempo.


Já na segunda etapa, a defesa se acertou. O Inter praticamente não chegou nos últimos 45 minutos. Do outro lado, o Peixe passou a dominar o confronto e chegar cada vez mais perto da virada. O problema, no entanto, foi novamente a falta de precisão, agora na pontaria. Foram 17 chutes, mas somente quatro no alvo.

Assim, o Alvinegro Praiano saiu da Vila Belmiro com apenas um ponto e ouvindo protestos da torcida, que perdeu a paciência após o sexto jogo seguido sem vitória.


Deixe seu comentário