Quarto árbitro de PSG x Istanbul diz que não é racista

São Paulo, SP

09-12-2020 09:53:11

O grande assunto da terça-feira foi a interrupção da partida entre Paris Saint-Germain e Istanbul por conta de uma ofensa racista vinda do quarto árbitro. O juiz teria se dirigido ao ex-jogador e hoje membro da comissão técnica do time turco, Pierre Webó, que ficou revoltado e deixou o gramado, acompanhado pelos dois times. Segundo o jornal ProSport, da Romênia, Sebastian Colțescu teria dito ser inocente.

Segundo o veículo, o romeno teria afirmado à família que não cometeu o crime e que não vai se informar de nada que vier da mídia nos próximos dias: "Só tento ser uma boa pessoa. Não vou ler nada do que sair na imprensa nos próximos dias. Qualquer um que me conhece sabe que não sou racista. É o que eu espero, pelo menos", publicou o jornal.

A partida foi interrompida por conta da indignação das duas equipes. Além de Webó, que se revoltou contra o quarto árbitro e acabou expulso, Neymar e Mbappé também tiveram participação fundamental na decisão de deixar o campo. O jogo será retomado nesta quarta-feira, com nova arbitragem.

Deixe seu comentário