Futebol

Zagueiro revelado pela base se inspira em Gustavo Gómez para brilhar no Palmeiras

São Paulo , SP
03/04/2020 19:14:26

Em: Futebol, Gazeta Press, Palmeiras
Renan Victor está inscrito no Paulistão de 2020 pelo Verdão (Foto: Divulgação)

Não é segredo para ninguém que o Palmeiras passou a utilizar mais jogadores revelados pelas categorias de base no time principal. Além dos nomes já conhecidos pela torcida, o Verdão também integrou alguns atletas do sub-17 ao elenco profissional. Dentre eles, o zagueiro Renan Victor foi recentemente inscrito no Campeonato Paulista.

Um dos grandes trunfos do defensor é sua polivalência, já que pode atuar tanto no miolo da zaga quanto na lateral-esquerda. Renan Victor aponta algumas referências de sua posição no futebol, destacando Gustavo Gómez, do Palmeiras.

“Adaptação foi tranquila, treinei muito nas duas posições desde o Sub-13, então não tive muita dificuldade. Mas acho que vai me ajudar muito porque o treinador pode contar comigo nas duas posições, assim como foi no Mundial. No Sub-17 consegui muito isso, manter o ritmo de zagueiro e lateral, e isso me acrescenta muito. Me inspiro bastante no Gustavo Gómez, Sérgio Ramos, David Luiz e Marquinhos, que são jogadores que também já jogaram nas duas partes do campo”, afirmou o jogador.

2019 foi especial para Renan Victor. O zagueiro esteve no grupo da Seleção Brasileira que conquistou o Mundial sub-17 em cima do México, apesar de ter sofrido uma lesão antes de estrear pelo time verde e amarelo. O defensor lamentou o episódio, mas prefere lembrar da alegria pelo título.

“Foi um ano muito bom, consegui manter o futebol ao longo dos jogos, mas no Mundial poderia ajudar mais a equipe, mas a lesão cortou meu ritmo e fiquei fora por umas partidas. Mas o título veio com a ajuda dos meu companheiros de equipe. Então de qualquer maneira fiquei muito feliz por essa conquista”, disse o atleta.

Hoje aos 17 anos, Renan Victor recorda sua trajetória até chegar no Verdão. Seu primeiro clube de base foi o Água Santa, onde atuou até a categoria sub-13.

“Foi meio difícil no começo, porque comecei nos campos de várzea e futsal, passando muita dificuldade, mas meu pai nunca deixou de me levar nos jogos. Começaram a me observar, até que fiz um teste no Água Santa para o Sub-13, e logo depois abriu uma vaga no Palmeiras, mas não era pra mim, era para outro menino do clube, porém ele não conseguiu ir e o dono do Água Santa falou que tinha me visto treinar uns dias e me indicou. Fiz o teste para o Sub-13 do Palmeiras, passei e comecei a jogar por aqui”, finalizou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Ads – Rodapé Posts




×
Quer receber notícias do Palmeiras?