Improvisado na lateral, Gómez brilha e atinge marca histórica pelo Palmeiras

São Paulo, SP

18-06-2022 08:00:51

Durante a vitória por 4 a 2 diante do Atlético-GO, o zagueiro Gustavo Gómez atuou como lateral direito para suprir a ausência de Marcos Rocha. De volta ao Palmeiras após período defendendo a Seleção Paraguaia, o camisa 15 teve grande atuação contra o Dragão, com dois gols. O paraguaio bateu, ainda, uma marca histórica do clube.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, o Gómez aproveitou desvio de Luan após escanteio e marcou o gol de virada do Verdão. Cinco depois, aos 49, em novo escanteio, o zagueiro pegou o rebote e empurrou para o fundo das redes, fechando a etapa inicial com 4 a 1 no placar.

Com os dois gols marcados em apenas cinco minutos, o paraguaio se torna o terceiro zagueiro com mais gols pela história do clube. Antes da partida, ele tinha 20 gols e estava na quinta colocação, ao lado de Bianco. Após o primeiro gol, chegou aos 21 e empatou com Cléber na quarta posição. Assim, o segundo gol fez Gómez subir outro patamar e, com 22 gols marcados com a camisa alviverde, se igualar a Vágner Bacharel como o 3° maior zagueiro-artilheiro da história do clube, atrás apenas de Loschiavo, com 32 gols, e Luís Pereira, com 36.

A partida reservou, ainda, outras duas marcas importantes atingidas pelo xerife palmeirense. Seu primeiro gol foi o 450º da história do clube no Allianz Parque, estádio inaugurado em 2014. Além disso, Gustavo Gómez foi o primeiro zagueiro do Verdão a marcar dois gols em apenas uma partida desde 2013, quando Henrique balançou as redes duas vezes no empate com o XV de Piracicaba por 3 a 3.


Gómez jogou bem como lateral direito

Na vitória diante do Atlético-GO, Gómez precisou alternar entre as obrigações defensivas e o apoio ao ataque. Segundo o FootStats, na defesa, foram dois desarmes certos e um errado. O zagueiro fez uma interceptações e deu três rebatidas.

Já no momento ofensivo, Gómez foi o segundo jogador do Palmeiras com mais passes, com 34 corretos e três errados. O camisa 15 deu um lançamento certo e foi o segundo atleta do Verdão que ficou mais tempo com a bola nos pés.

O defensor parece ter aprovado o teste e se colocou à disposição em caso de outros desfalques.

"Já joguei alguns jogos assim. Fizemos a saída de bola com três e, na marcação, fiz a lateral. A gente vem trabalhando sempre. Se o time precisa de mim na lateral eu vou fazer o meu melhor sempre. E também é graças aos meus companheiros que me ajudaram muito. Se precisar eu estou à disposição. Estamos trabalhando dia a dia para seguir melhorando", disse.

Deixe seu comentário