Futebol

Felipe Melo se explica após foto de filho com Gabigol

São Paulo , SP
02/12/2019 22:02:08

Em: Escolha do editor, Flamengo, Futebol, Notícias, Palmeiras, Times

Um dia após a derrota de 3 a 1 para o Flamengo, em pleno Allianz Parque, causando a demissão do técnico Mano Menezes e do diretor de futebol Alexandre Mattos, o clima segue tenso no Palmeiras. Nesta segunda-feira, foi a vez de Felipe Melo vir a público se explicar com os torcedores.

A torcida palmeirense não ficou nada feliz com a publicação de uma foto do atacante Gabigol, do time carioca, com o filho do meio-campista, poucas horas antes do duelo contra o Alviverde. A Mancha Alviverde, principal torcida organizada do clube, chegou a emitir uma nota dizendo que “os créditos do volante se esgotaram” e que no “extra-campo é da imbecilidade de um Deyverson”.

Em sua conta oficial do Instagram, Felipe comentou o ocorrido e afirmou que era mentira que seu filho havia ido ao hotel onde o Flamengo estava concentrado para encontrar o camisa 9 flamenguista. Segundo o próprio, a visita seria para rever um funcionário da equipe carioca, com quem havia trabalhado há anos e mantém contato.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Para acabar com esta história de que meu filho foi ao hotel do Flamengo fazer foto com o Gabigol, vou esclarecer. Isso é uma tremenda mentira. Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou. E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas. Mas alguns torcedores que me detonaram nas midias sociais. Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter. Pelo Palmeiras brigo, jogo, luto e sempre me entrego, de corpo e alma e vou continuar fazendo tudo isso. Desde que me apresentei, sempre honrei o clube, o nome Palmeiras e sua torcida e sempre farei isso, independentemente de estar vestindo essa camisa, ou não. Na verdade, estou escrevendo tudo que sempre demonstrei com minhas ações. Aprendi a amar este clube e esta torcida. #avantipalestra #palmeiras #gratidao #RespeitoSempre 💚💚🦁🐷💚 #Jesuscristomeurefugio

Uma publicação compartilhada por felipe (@felipemelo) em

“Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele”, explicou.

Leia a publicação de Felipe Melo na íntegra:
Para acabar com esta história de que meu filho foi ao hotel do Flamengo fazer foto com o Gabigol, vou esclarecer. Isso é uma tremenda mentira.

Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou.

E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas.

Mas alguns torcedores que me detonaram nas midias sociais. Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter.




  • Carlos Chakal

    Felipe Melo monstro joga muito!

    Chupa gambazada medíocre

  • Paulo Pinheiro

    Deixem as crianças fora dessa discussão. A admiração das crianças pelo Gabigol, pelo Felipe Melo ou por qualquer outro jogador é pura e não pode ser atacada por ninguém.

  • Allianz Parque “DECA”

    O Palmeiras já foi chamado de time antipático; por Casa Grande e Mauro Cesar Pereira, gostemos ou não deles, são influenciadores. Motivos abaixo:
    01 – A cor da inveja e verde.
    02 – Ingressos mais caros do Brasil.
    03 – Fechar o entorno ao lado do Estadio.
    04 – Torcida unica em jogos do brasileirão.
    05 – Treino fechado.
    06 – Proibir entrevista dos jogadores.
    07 – Torcedor quebra cadeira (nosso patrimônio) e arremessar no estadio.
    08 – Torcida expulsar um senhor de 67 anos, porque estava lendo um livro. (intolerância).
    09 – Torcida expulsar dois torcedor que pagaram ingressos, só porque não estavam com a camisa do Palmeiras. Assim tivesse mais 20.000 torcedores sem camisa e que tivesse pago ingresso. Torcida que faz isto, é torcida que só sabe torcer quando o time esta bem. Ou seja, torcedor profissional.
    10 – Comprar jogador que se destacou em outro time, mesmo, sem precisar, para não deixar o adversário se fortalecer.
    11 – Anunciar que não vai vender jogador para time rival, para não fortalecer o rival. Mesmo porque, este atual elenco do Palmeiras, não fortalece ninguém.

×
Quer receber notícias do Palmeiras?