Felipe Melo defende Luxa de críticas: "As pessoas são burras ou não querem entender"

São Paulo, SP

22-09-2020 23:42:29

Apesar da invencibilidade no Campeonato Brasileiro e o 100% de aproveitamento na Libertadores, o Palmeiras vem recebendo críticas pelo desempenho nos jogos. Na visão de Felipe Melo, a equipe tem pontos para melhorar, mas as contestações são exageradas.

"Tudo que a gente faz não dá certo (na visão da crítica)... ganhamos o Campeonato Paulista, mas o time adversário que foi guerreiro porque fez gol no final, e quem ganhou fomos nós. Aí fomos lá e ganhamos de 2 a 0 (no Brasileiro), mas o adversário que jogou mal. Não sei mais que resposta dar", contou nesta terça-feira em entrevista aos canais ESPN.

"Entendo que temos que melhorar muito, por exemplo, não podemos tomar um gol como tomamos contra o Grêmio no fim. E o meu treinador disse entrevista que não precisávamos fazer o segundo gol, mas não sei se as pessoas burras, ou se elas não querem entender - eu entendo que elas não querem entender, porque a maioria das pessoas que trabalham em emissoras, que falam de futebol, são inteligentes, independente de terem jogado ou não", seguiu.


O defensor se referiu à fala de Luxemburgo após o empate contra o Grêmio no domingo, quando o treinador disse que, já que estava na frente do placar, não precisava marcar outro gol, e sim se resguardar para não sofrer nenhum.

"O que o treinador quis dizer: se você está ganhando de 1 a 0, segura a bola, trabalha a bola, dá um chute para frente para o atacante segurar, cava uma falta, faz o que estamos acostumados a ver times argentinos e uruguaios fazerem. Vocês querem o que? Que o treinador tire um atacante e coloque outro atacante? Tem que saber jogar o jogo, saber o momento", completou o jogador.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Adaptação à defesa
Titular da zaga palmeirense, Felipe Melo também falou sobre a adaptação à nova posição e a vontade de conquistar mais títulos e ficar marcado na história do Palmeiras.

"Agradeço muito a Deus pela história que eu já tenho, mas quero muito mais. Eu tenho um sonho de entrar de vez no coração do torcedor do Palmeiras, de entrar de vez na história do clube e daqui a 40, 50 anos de repente ser lembrado pelos jovens do momento, ou pelos idosos que hoje são jovens", contou.

"(A troca de posição) Foi um desafio, um ponto de interrogação no início, mas esse ponto sem dúvida ficou para o externo, eu sempre soube quem eu sou. Vencemos duas competições, uma de pré-temporada e outra que se tornou ainda importante pela final ser contra nosso arquirrival. Então agradeço muito a Deus por isso e continuo trabalhando para que de repente possamos conquistar grandes coisas, tenho muita fé que isso vai acontecer", encerrou.

Felipe Melo e o Palmeiras voltam a campo nesta quarta-feira, às 21h30 (Brasília) no Paraguai, em duelo contra o Guaraní-PAR, pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores. O Verdão lidera o grupo B com nove pontos e se classifica às oitavas de final com uma vitória simples.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?