Com sonho de título, Viña prefere evitar Nacional na Libertadores

Bruno Ceccon - São Paulo,SP

22-03-2020 09:00:19

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Formado nas categorias de base do Nacional, Matias Viña construiu laços estreitos com o tradicional clube de Montevidéu. De olho no título da Copa Libertadores pelo Palmeiras, o recém-chegado lateral esquerdo prefere evitar um eventual duelo contra o time uruguaio.

“Ganhar a Libertadores é o sonho de todos aqui, mas temos que ir passo a passo. Fizemos duas partidas e vencemos, o que é importante no aspecto emocional. Mas ainda faltam quatro jogos na primeira fase. Vamos sair para ganhar todos, com o sonho e a esperança de terminar como campeões”, disse Viña à Gazeta Esportiva.

Em sua mensagem de despedida do Nacional, o lateral esquerdo agradeceu pela realização de alguns de seus sonhos, entre eles ser campeão pelo clube e convocado para defender a seleção uruguaia. Aos 22 anos, ele sente que a agremiação influenciou também na formação do próprio caráter.

“A verdade é que o Nacional ajudou muito para ser o que sou hoje, assim como os outros clubes que me formaram. Ajudaram a me formar não só como jogador, mas também como pessoa, porque inculcaram muitos valores. Isso me deixa bastante contente”, contou.

Com seis pontos, o Palmeiras ocupa o primeiro lugar do Grupo B da Copa Libertadores. O Nacional tem os mesmos seis pontos ganhos e figura na vice-liderança do Grupo F – o time uruguaio, tradicional, é tricampeão do torneio continental e do antigo Mundial Interclubes.

“Espero que não nos cruzemos, porque, obviamente, seria um pouco estranho. Mas, se acontecer, vou tratar de dar o melhor sempre”, disse Viña, sobre um eventual confronto. A terceira rodada da Copa Libertadores, ainda sem data definida, prevê duelo entre Palmeiras e Bolívar, em La Paz.


 

Deixe seu comentário