Gazeta Esportiva

Ary Borges não se vê como heroína do Palmeiras e espera uma grande final contra o Boca Juniors

São Paulo, SP

26/10/22 | 21:14

Em sua primeira participação na Copa Libertadores feminina, o Palmeiras conseguiu nesta quarta-feira a classificação à final ao bater o América de Cali, da Colômbia, por 1 a 0, no estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador. A autora do gol da vitória alviverde na partida pela fase semifinal foi a volante Ary Borges, de cabeça, aos nove minutos do segundo tempo.

Após o apito final, em meio à festa das jogadoras e da comissão técnica do Palmeiras, a jogadora falou sobre o jogo e disse que não se vê como a heroína do Verdão.


"Eu não sou heroína, não. A gente teve o controle do jogo por 80 minutos. Nos 10 finais, o (América de) Cali fez uma pressão, o que é normal para quem está perdendo. Já era para a gente ter matado o jogo, não saiu. Fui feliz por fazer o gol da classificação", afirmou Ary Borges na saída de campo.

A decisão da Libertadores feminina será nesta sexta-feira, às 19 horas (de Brasília), também no estádio Casa Blanca. A adversária do Palmeiras será o Boca Juniors, que na terça passou pelo outro time da Colômbia, o Deportivo Cali, e nas quartas de final havia eliminado o Corinthians, o atual campeão continental.

Ary Borges comentou que o Palmeiras terá uma rival bem difícil pela frente. "O Boca (Juniors) é uma grande equipe, parabéns para ela. Espero que seja um grande jogo e que a gente fique com a taça", finalizou a volante alviverde.

Deixe seu comentário