Futebol

Antes de novo encontro, Felipe Melo lembra momentos difíceis com Cuca

Luca Castilho - São Paulo , SP
12/07/2019 08:00:03

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, Palmeiras, São Paulo

O clássico entre São Paulo e Palmeiras, neste sábado, às 19h (de Brasília), no Morumbi, representa não apenas o primeiro duelo das duas equipes no Campeonato Brasileiro após a pausa da Copa América, mas um novo encontro entre Felipe Melo e Cuca. No Verdão, os dois tiveram um desentendimento que causou o afastamento do camisa 30.

“Um momento muito difícil, muito bruto que eu passei na minha carreira foi aqui no Palmeiras, quando eu tive um problema com um certo treinador e todo mundo me abraçou e me apoiou”, afirmou o volante.

Este não será o primeiro encontro de Felipe Melo com Cuca em um Palmeiras x São Paulo. Em abril, os dois se enfrentaram na partida decisiva da semifinal do Campeonato Paulista, em que o treinador saiu vitorioso nos pênaltis, após empate sem gols – o primeiro jogo, com Vagner Mancini com comando tricolor, teve o mesmo resultado.

“Vamos enfrentar o São Paulo, não tem Cuca e nem qualquer outro nome. Sabemos da dificuldade que vais ser, do grande clube, grande elenco, independentemente de estar vivendo um momento que não é tão bom quanto o do Palmeiras, mas clássico não existe favoritismo e é definido nos detalhes”.

“Pelo menos esse é o meu modo de entender futebol, sobretudo quando você jogar fora de casa, então eles virão muito animados depois dessa pausa, querendo mostrar que podem fazer algo importante na competição então vamos nos preparar mesmo na folga para voltar e seguir sem perder”, finalizou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Relembre a confusão:

O caso ocorreu no final de julho de 2017. Antes de um jogo contra o Avaí, pelo Brasileirão, o então treinador palestrino avisou o elenco que o volante estava afastado da partida. Após o confronto, Cuca afirmou que Felipe Melo não fazia mais parte do plantel alviverde.

Na sequência, vazou um áudio em que o camisa 30 chamava o treinador de mau-caráter e ameaçava sair do clube. Advogados notificaram o clube extrajudicialmente duas vezes por assédio moral e por ter detalhes de seu contrato divulgados por um conselheiro. Mais de três semanas depois do início do problema, Alexandre Mattos reuniu os dois para apaziguar a situação.

Por fim, após o presidente Maurício Galiotte intervir e ambos se desculparem pelo acontecido, mais de um mês depois do afastamento, Felipe Melo foi reintegrado ao elenco alviverde.


Veja também



×
Quer receber notícias do Palmeiras?