Andrey Lopes exalta "entrega e união" do Palmeiras e fala sobre Abel Ferreira

São Paulo, SP

29-10-2020 22:12:33

Nesta quinta-feira, o Palmeiras visitou o Red Bull Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e venceu pelo placar de 3 a 1. O triunfo foi o terceiro consecutivo da equipe alviverde.

Em entrevista coletiva virtual após a partida, o auxiliar Andrey Lopes, mais conhecido como Cebola, exaltou a "entrega" e a "união" do elenco palmeirense desde que assumiu interinamente a função de técnico, após a demissão de Vanderlei Luxemburgo.

"O que eu destaco, no outro jogo eu coloquei dessa forma também, é a união deles, a entrega deles nesse período em que eu estou no comando. Como eu sou auxiliar do clube, eu os conheço bastante. Eu convivo com eles há três anos, desde que eu cheguei ao Palmeiras. O respeito mútuo, mesmo comigo trocando de função, deles comigo e meu com eles. Coloquei isso para eles, que eu estava trocando de função, que eu não teria aquela proximidade que o auxiliar tem e que eu seria o treinador deles. E o respeito foi mútuo. Os treinos estão andando de melhor maneira possível, eles têm entendido o que estou pedindo, são inteligentes, atletas de alto nível", declarou o treinador.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Andrey Lopes também falou sobre o técnico português Abel Ferreira, que está em negociações avançadas com o Palmeiras. O auxiliar destacou que o "importante é o clube", seja quem for o próximo treinador.

"É um treinador jovem, tem 41 anos. Foi para o Braga, fez um bom trabalho, depois foi para o PAOK, da Grécia. Seja quem for, vai ser recebido da melhor maneira possível. Vou fazer o meu trabalho, seguir ajudando como auxiliar, sem problema nenhum. O importante é o Palmeiras, sendo eu o treinador, sendo o Abel Ferreira, sendo quem for. O importante é o clube", disse.

Com o resultado, o Palmeiras pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta para se classificar. As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (5), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Antes, o Verdão encara o Atlético-MG, em casa, pelo Campeonato Brasileiro, na segunda-feira (2).

Confira outros trechos da coletiva de Andrey Lopes:

Eficiência nos últimos três jogos

"O que tornou eficiente foi a leitura de jogo deles. A leitura do adversário é muito importante. E o equilíbrio da equipe. Fizemos um primeiro tempo hoje muito bom, consistente, equilibrado. Isso foi importante para esse desempenho. Fizemos 11 gols nos últimos três jogos e tomamos um hoje. Foi até um pecado termos tomado um gol. Mas é isso, é o entendimento de jogo e a entrega deles durante a partida".

Queda de rendimento no segundo tempo

"Eu tenho mantido o mesmo time desde que assumi a posição de treinador. Claro que hoje o gramado estava pesado, choveu muito durante o jogo. O modelo de jogo que eu gosto tem que ter intensidade, então eu cobro isso muito deles, tem que ser intenso. O jogo tem 90 minutos, tem que ter entrega. E eles têm feito isso, o que desgasta muito. E o placar. Fizemos um primeiro tempo muito bom, 3 a 0, então o inconsciente... Eu sei que é difícil, por mais que eu tenha falado no intervalo para não baixar a guarda. Foi um segundo tempo diferente do primeiro. Mas, como o primeiro foi muito bom, nos deu a vantagem para o jogo de volta".

Retorno de Felipe Melo ao meio-campo

"A experiência dele fala por si só. É um atleta que jogou em alto nível, experiente, que jogou Copa do Mundo. Ele tem o entendimento da profissão dele, do jogo, das responsabilidades dele. Minha conversa com ele foi bem tranquila. Eu até não falei com ele antes. Determinei na hora do treino pós-jogo do Atlético-GO. Já falei para ele naquele treino que a estratégia seria essa. Ele acatou, satisfeito, cumpriu dentro de campo o que pedi para ele. Então, tranquilo. Jogou na zaga muito bem, joga de volante muito bem, não tem problema nenhum".

Carinho da torcida e 'Cebolismo'

"Eu fico feliz, muito feliz. Estou muito satisfeito aqui no Palmeiras, com o trabalho que estou realizando há três anos. Estou aqui pela torcida do Palmeiras, pelo clube. O importante é o Palmeiras, por isso estou aqui trabalhando. Fico feliz demais com a torcida, com o clube. As pessoas no clube me tratam da melhor maneira possível, me sinto em casa. Vou trabalhar pelo Palmeiras".


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?