Análise: Palmeiras volta a mostrar grande poder de reação para fazer história no Morumbi

Redação - São Paulo,SP

21-06-2022 06:00:51

O Palmeiras derrotou o São Paulo por 2 a 1, no Morumbi, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, na noite desta segunda-feira. O Choque-Rei certamente entrará na galeria das vitórias mais marcantes do torcedor palmeirense. O Verdão perdia o embate até os acréscimos do segundo tempo, quando Gómez empatou e Murilo virou.

Depois de marcar quatro gols em sete minutos na última quinta-feira, contra o Atlético-GO, o clube voltou a mostrar um grande poder de reação para não se abalar com o gols dos rivais e buscar o resultado mesmo em situações adversas.

A primeira etapa foi equilibrada no Morumbi, com as duas equipes trocando finalizações perigosas. Levou vantagem quem soube aproveitar o vacilo dos rivais. Em uma falha no jogo aéreo, a defesa alviverde deixou Patrick livre para marcar.

Na volta do intervalo, porém, só deu Palmeiras. O Verdão subiu as suas linhas e, sem se desesperar, encurralou o São Paulo, que apelava para a cera para tentar esfriar o clássico. Mas não foi o suficiente. No fim, a insistência palmeirense gerou resultado.

A reposta, aliás, foi na mesma moeda. Os dois gols saíram em jogadas aéreas. No primeiro, Gómez se posicionou bem e testou com precisão. No segundo, Murilo teve calma e tranquilidade para matar a bola no peito e tocar por baixo de Jandrei.

“O primeiro tempo foi equilibrado, o São Paulo teve sorte de fazer aquele gol, faz parte do jogo. Sabemos que o futebol é assim. Tivemos chances claras no primeiro tempo, não conseguimos fazer. Sabíamos que tínhamos que alterar esse resultado. Viemos para ganhar. No segundo tempo arriscamos e, com uma grande capacidade mental, demos tudo que tínhamos", disse João Martins.

"Se não tivéssemos ganho, sairíamos tristes com o resultado, mas satisfeitos com o empenho e atitude dos jogadores. Sabemos que não vamos ganhar sempre, mas feliz que conseguimos dar a volta. Parabéns aos jogadores que tiveram uma grande capacidade mental em um estádio muito difícil, onde todos têm muitas dificuldades. Eles deram tudo até o último segundo”, completou.


Além da grande força mental do time, outro fator que ajudou o Palmeiras foi uma mudança no segundo tempo. Após começar jogando improvisado na lateral direita, Gustavo Gómez voltou para o miolo de zaga depois da entrada de Mayke na vaga de Luan. Antes da substituição, o paraguaio estava sofrendo para parar o ataque rival.

Além disso, ele não tem muita qualidade para ajudar no setor ofensivo. Com isso, Dudu acabou sendo prejudicado pela falta de companhia na direita. Com a mudança, a equipe ganhou profundidade e alternativas para criar novas jogadas e agredir o São Paulo.

Com o triunfo nesta noite, o Verdão voltou a abrir três pontos de vantagem na liderança do Brasileirão. O Alviverde tem 28, contra 25 do vice-líder Corinthians.

São Paulo e Palmeiras voltam a se encontrar nesta quinta-feira, dessa vez pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. A bola rola no gramado do Morumbi a partir das 20 horas (de Brasília).

Deixe seu comentário