Abel Ferreira diz que derrota do Palmeiras em casa aconteceu por falta de eficiência

São Paulo, SP

03/07/22 | 00:12

O Palmeiras criou 35 chances de gol e não conseguiu balançar as redes do Athletico-PR, neste sábado, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Essa falta de eficiência foi o motivo alegado pelo técnico português Abel Ferreira para explicar a derrota por 2 a 0, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

"Quantas finalizações fizemos? 35. Então não vamos falar mais nada, vamos falar que temos que ser mais eficientes, temos que assumir isso. Temos que ser mais concentrados, menos afobados, mas criamos oportunidades suficientes para vencer o adversário. Vi as chances que criamos, chances cara a cara, então não vamos falar de Dudu, da tática, vamos ser claros e objetivos. Quantas vezes finalizamos? 35", disse Abel Ferreira na entrevista coletiva.

O treinador insistiu na tese e lamentou as chances perdidas, causadas pela afobação e falta de concentração no momento de finalizar. "Hoje (sábado) não fomos competentes na finalização, em estar na frente do goleiro e fazer o gol. É o único aspecto negativo do jogo, a eficiência. Contra uma equipe que se defende tão baixo, não podemos criar tanto e não marcar. Posse de bola, o que me traduz? Não me diz nada. No fator mais importante, o Athletico-PR foi melhor do que o Palmeiras. Fez dois, nós não conseguimos fazer", resumiu.


Abel Ferreira ficou feliz com a demosntração de apoio da torcida, que aplaudiu o time mesmo com a derrota. "Estou orgulhoso dos meus jogadores e da nossa torcida. Não há maior juiz do nosso desempenho do que nossos torcedores, que reconheceram que jogamos e criamos o suficiente para chegar no final com outro resultado", afirmou.

Com o resultado negativo, o Palmeiras desperdiçou a chance de abrir vantagem na liderança. Tem 29 pontos, mas viu o próprio Athletico-PR e o Atlético-MG encostarem com 27 cada.

Deixe seu comentário