Odair Hellmann recorda final da Copa do Brasil pelo Inter: "Ainda não digeri"

São Paulo, SP

13-04-2020 15:45:15

O técnico Odair Hellmann assumiu o Fluminense na temporada 2020. Com uma das melhores campanhas no Campeonato Carioca, o Tricolor vem se destacando, e o treinador é peça importante do bom momento do clube. Mas, antes de aceitar o desafio no Rio de Janeiro, Odair teve uma longa passagem pelo Internacional e falou sobre ela à Rádio Gaúcha.

Enquanto dirigiu o Colorado, o comandante viveu momentos de alegria e algumas decepções que ainda estão engasgadas tanto para ele, quanto para a torcida do Inter. A principal delas foi a derrota na final da Copa do Brasil para o Athletico-PR.

"Eu ainda não digeri aquela final, vai precisar mais uns 60 anos, talvez em outra vida. Enquanto eu tiver esta vida, aquilo ficará engasgado", comentou o treinador. O Inter não chegava a uma final de um campeonato maior desde a Libertadores em 2010, e acabou derrotado nos dois jogos da Copa do Brasil, sendo o segundo no Beira-Rio lotado.

Odair acredita que poderia ter ficado no Inter até o final de 2019 (Foto: Divulgação/Internacional)

O técnico de 43 anos assumiu o Inter durante a campanha na Série B do Campeonato Brasileiro de 2017. Apesar de não conquistar o título, garantiu o acesso, e levou o clube à Libertadores no ano seguinte. Em 2019, apesar do bom início, a eliminação para o Flamengo na Libertadores, a perda da final da Copa do Brasil e uma sequência de quatro derrotas consecutivas culminaram na demissão do treinador. Odair diz ter aceitado a decisão, mas não concorda com ela.

"Eu prefiro ficar com o telefonema do dia da minha efetivação como treinador do Internacional, do qual tenho muito orgulho. Não cabe a mim falar se foi certo ou se foi errado, as pessoas que tomaram essa decisão que precisam fazer. Tenho certeza que dava para continuar o trabalho, levar até o final do ano, porque a gente já estava fazendo essa retomada pós-Copa do Brasil para que, no mínimo, pudesse fechar o ano com a classificação para a Libertadores".

Em 2020, o treinador aceitou o desafio de assumir o Fluminense (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

O técnico catarinense considera que seu maior feito à frente do Colorado foi recolocar o time num patamar de destaque nacional. Faltou um título, mas as portas seguem abertas, segundo ele. Por ora, Odair segue seu trabalho no Fluminense, onde terá ainda o Campeonato Brasileiro e uma virada importante a ser conquistada pela Copa do Brasil, tão logo as competições retornem.

Deixe seu comentário