Futebol/Campeonato Brasileiro

Lindoso analisa VAR em vitória do Internacional e “enterra” derrota na Copa do Brasil

São Paulo , SP
22/09/2019 13:22:43

Em: Brasileiro Série A, Chapecoense, Futebol, Internacional, Notícias

O Internacional precisou fazer três gols para um valer na manhã deste domingo por conta do árbitro de vídeo, na vitória por 1 a 0 diante da Chapecoense, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Começando com vaias e terminando com aplausos da torcida, Rodrigo Lindoso, autor do tento, analisou a atuação do VAR.

Lindoso foi autor da vitória do Inter contra a Chapecoense nesta manhã. O VAR anulou dois tentos (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

“Faz parte do futebol, quando é contra, a gente também fica na esperança de voltar atrás. O primeiro (gol) não tem como discutir, foi impedimento. O segundo foi interpretação, ele viu uma falta. Mas feliz, eu tive a certeza, até brinquei que dessa vez não tinha VAR, porque eu vi que saí de trás”, disse o volante ao canal Premiere na saída do campo.

O jogador também comentou a reação da torcida no Beira-Rio, que iniciou a partida vaiando e, no fim, aplaudiu. No meio da semana, a equipe comandada por Odair Hellmann perdeu o título da Copa do Brasil dentro de casa para o Athletico-PR.

“Ninguém chega por acaso (a uma final), acho que o Athletico foi merecedor, mas é passado. Muitos queriam estar onde a gente chegou, mas infelizmente não conseguimos. É assim a vida, a gente tem um Brasileiro todo pela frente, o importante é o Inter estar sempre perto dessas competições, uma hora, quem sabe, talvez o ano que vem, a gente já tenha uma classificação direta na Libertadores ou um título brasileiro. É uma derrota que dói bastante, mas hoje a gente enterrou e bola pra frente. Quarta-feira já tem mais uma decisão”, finalizou.

É isso mesmo. Na próxima quarta, o Colorado enfrenta o Flamengo, líder do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Com o resultado conquistado diante da Chape, o clube volta a ocupar a quarta colocação, com 36 pontos, enquanto o Rubro-Negro está disparado na frente, com 45.