Futebol/Campeonato Paulista

Formado no Santos, Diego Cardoso comemora fase artilheira no Guarani

Luca Castilho* - São Paulo , SP
22/02/2019 09:00:11

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Guarani, Notícias, Santos
Diego Cardoso é o artilheiro do Guarani com três gols (Foto: Letícia Martins/Guarani)

Contratado por empréstimo no início da temporada, Diego Cardoso chegou ao Guarani como uma aposta. O jogador, que atuou no Santos B na última temporada, colecionou grandes temporadas na base do clube da Vila Belmiro, mas não obteve o mesmo sucesso no profissional. Porém, no Bugre, o atacante tem escrito uma história diferente.

Em sete partidas disputadas até agora na temporada, seis pelo Campeonato Paulista e uma pela Copa do Brasil, Diego já balançou as redes em três oportunidades e é o artilheiro da equipe no ano. Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, o atleta falou sobre o atual momento.

“Eu me sinto muito bem desde que cheguei aqui. Estou marcando gols e procuro fazer bem o meu papel em campo. Meu objetivo maior é fazer o Guarani conquistar os resultados de campo para que possamos avançar nas competições”, afirmou o atacante, que emendou.

“Meu trabalho é fazer gols e eles estão acontecendo. Eu sempre entro em campo pensando em vencer. E se puder vencer com meus gols, ótimo. Sei que o futebol é coletivo, mas eu quero sempre ajudar o grupo porque sei que esses pontos são importantes para o time no campeonato. Desejo que estas bolas na rede sejam gols de 3 pontos e não de 1 ou apenas para descontar o placar”, completou.

Comandado por Osmar Loss, o Bugre faz uma grande campanha no Paulistão. Na terceira colocação do grupo B, com 10 pontos, a equipe de Campinas está a apenas dois pontos do vice-líder Novorizontino e a quatro do líder Palmeiras. Diego Cardoso falou sobre a importância do treinador para seu bom desempenho.

“É muito bom trabalhar com ele (Osmar Loss), pois tenho um perfil que eu penso que ele goste e me coloco à disposição para ajudar o time da forma como o professor precisa. Sou um profissional do clube e vou jogar como o treinador disser que é melhor pra equipe”, comentou.

Diego atuou pelo Santos B na última temporada (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Formado nas categorias de base do Santos, Cardoso venceu a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2013 e colecionou passagens por diversas categorias da base da Seleção Brasileira, sendo campeão do Sul-Americano sub-17, em 2011. Com contrato até o final do ano com o Peixe e emprestado ao Guarani até o término do vínculo, o atacante falou sobre seu futuro.

“Eu tenho um carinho especial pelo Santos, até porque eu sou um Menino da Vila. Eu cresci lá, e, até dezembro, ainda tenho contrato. Não posso falar pelo clube, sobre oportunidades futuras e sobre as que não tive. Meu foco é aqui no Guarani onde quero fazer o meu trabalho da melhor maneira possível”, concluiu Diego Cardoso.

*Especial para a Gazeta Esportiva




  • claudio moraes da silva

    Quem acompanha este jogador (Diego Cardoso) sabe que ser artilheiro para ele não pode ser considerado COMO ” FASE”, em sua carreira tem sido sempre assim. O que acontece entre o jogador, empresário, Diretoria do Santosfc. eu não sei, mas que é um absurdo ele não fazer parte do elenco Santista,Ah, isto é !!! (E olha que eles contrataram o Felipe Cardoso, que até agora não justificou nada… Teve o Rodrigão ….. o Yuri Alberto ….. ) Teve o Ricardo Oliveira, mas este é Craque.

    • Ricardo Gomes da Silva

      Sim, praticamente não teve oportunidades no time principal. Entrou poucas vezes nos minutos finais das partidas e acho que jogou dois jogos com o time reserva. E só.

      Acredito que ele é muito melhor que vários com passagem recente pelo Santos: Yuri Alberto, Kaíque, Rodrigão, Nilson, Joel, Felipe Cardoso, Paulinho Gambá, Neto Berola, Copete, etc.

    • Alencastro

      Concordo com você Cláudio, o Diego é um jogador habilidoso e inteligente, merecia maiores oportunidades no Peixe.

  • Alexandre Silva

    Eu sempre disse isso ele é muito melhor que Leo Citadini, Arthur Gomes e Geuvânio o Sampaoli deve ter caído no conto do vigário para ele não ter uma chance com ele olha o exemplo de Alysson e Jean Mota, se no Guarani ele tem 3 gols no Santos de Sampaoli no minimo o dobro disso.