Futebol

Fluminense busca driblar crise interna e focar na luta contra o rebaixamento

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
14/11/2019 16:20:19

Em: Brasileiro Série A, Fluminense

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Fluminense se prepara para o duelo contra o Atlético-MG neste sábado, às 19h(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 33ª rodada. Porém, para chegar bem a este jogo será preciso resolver alguns problemas internos, como a grave crise envolvendo o vice-presidente de futebol Celso Barros e o elenco.

Os jogadores estavam insatisfeitos com as críticas do dirigente, que defendia a saída do técnico Marcão. A constante presença de Barros no vestiário foi motivo de reclamação e o dirigente foi excluído das últimas viagens, muito provavelmente pelo presidente Mário Bittencourt, com quem tem entrado em rota de colisão.

Fluminense vive crise política intensa (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

O ambiente político é vivenciado abertamente pelos jogadores.

“Nós jogadores estamos focados em tirar o Fluminense da situação que se encontra. Preferimos não comentar as situações, pois os problemas extra-campo preferimos deixar para a diretoria resolver”, disse o lateral-esquerdo Orinho na entrevista coletiva que concedeu na terça-feira.

Marcão, que tem o trabalho defendido pelo presidente, vem dirigindo a equipe em um ambiente de desconfiança. Um tropeço pode gerar a sua demissão após o jogo contra o Atlético-MG.Para agravar a situação, Marcão perdeu um dos seus pilares dentro de campo: um dos jogadores mais regulares, o goleiro Muriel não jogará mais em 2019 pois sofreu uma fratura no primeiro metacarpo da mão esquerda.

Agenor e Marcos Felipe disputam a vaga, com maiores chances para o primeiro. Rodolfo, que seria a outra opção, está suspenso sob a acusação de doping. O time para este jogo será definido somente no treino desta sexta-feira.