Léo Pereira complica sua situação no Flamengo

São Paulo, SP

30-04-2021 16:03:08

O zagueiro Léo Pereira chegou ao Flamengo no início de 2020 a pedido do então técnico Jorge Jesus. O mister queria um zagueiro canhoto para substituir Pablo Marí. A diretoria, empolgada com as conquistas do Brasileiro e da Libertadores, aceitou desembolsar cerca de 6 milhões de euros pelo atleta. Léo Pereira havia feito uma boa temporada pelo Athletico-PR.

Seu início no Flamengo foi como titular ao lado de Rodrigo Caio, mas as constantes falhas o fizeram perder espaço na equipe. Tanto Domènec Torrent como Rogério Ceni, que assumiram após a saída de Jesus, deram oportunidades a Léo Pereira. O jogador, entretanto, não conseguiu se firmar e hoje é a quinta opção na zaga rubro-negra. Até o volante Willian Arão, que tem atuado improvisado, tem prioridade.

Após muitos jogos sem entrar em campo, Rogério Ceni o colocou na vaga de Arão no final da partida da última terça-feira, contra o Unión La Calera-CHI, pela Libertadores. O treinador já declarou que usará um time alternativo nas semifinais do Carioca, e o fato de colocar Léo pra jogar pode ter sido um sinal de que ele teria uma chance na partida deste sábado contra o Volta Redonda.

A situação de Léo Pereira, entretanto, tomou um rumo inesperado nesta quinta-feira. O jogador não apareceu na reapresentação do elenco e não treinou com a equipe. Ele teria comunicado ao departamento médico que não estava se sentindo bem, mas um vídeo circulou pelas redes sociais mostrando o atleta numa suposta festa em uma comunidade do Rio, na noite desta quarta-feira.

O episódio caiu como uma bomba no Flamengo e as repercussões ainda estão por vir. O VP de futebol Marcos Braz vai tratar pessoalmente do caso, que não deve sair barato para o jogador. Voltar ao time num futuro próximo parece fora de questão, e até sua saída do clube pode ser abreviada.

Deixe seu comentário