Futebol/Flamengo

Jorge Jesus elogia atuação do Flamengo em eliminação e defende Diego

São Paulo , SP
18/07/2019 07:53:08

Em: Copa do Brasil, Flamengo, Futebol

Apesar da derrota nos pênaltis e a consequente eliminação da Copa do Brasil para o Athletico Paranaense, Jorge Jesus evitou apontar vilões e saiu em defesa da atuação do Flamengo durante os 90 minutos no Maracanã. Em entrevista coletiva, o técnico português elogiou os comandados, citou “falta de sorte” na disputa decisiva e, inclusive, saiu em defesa de Diego.

“Esse momento não é fácil. Nos 90 minutos, a equipe do Flamengo foi melhor, esteve em cima e tivemos muitas oportunidades de gol. A lesão do Arrascaeta teve influência, sim, na partida. Depois de termos feito 1 a 0, estávamos mais perto do 2 a 0 do que do 1 a 1. Nas penalidades, tivemos pouca sorte”, disse Jorge Jesus, que perdeu Arrascaeta, lesionado, ainda no primeiro tempo.

“Em um grande clube como o Flamengo, o objetivo é conquistar todos os troféus, mas temos de estar preparados para, ao mesmo tempo, ganhar tudo e entender também quando as coisas não ocorrem bem, como foi hoje. Vamos controlar as emoções. O fato é que não conseguimos ser melhores. Isso dói, ainda mais por termos criado chances”, completou o treinador.

Um dos “vilões” da eliminação do Flamengo por ter perdido a primeira cobrança de pênaltis, Diego foi defendido pelo comandante luso. Em determinado momento, Jesus ressaltou que não tinha em campo nenhum de seus três principais batedores, já que, além de Arrascaeta, Bruno Henrique sequer entrou em campo por lesão e Rafinha acabou substituído por Rodinei.

“O Diego foi um dos jogadores escolhidos para bater as penalidades. Normalmente, ele não bate, mas foi a ideia que ele teve. Esperava que o goleiro poderia cair, mas não caiu. Isso faz parte. Só erra quem bate. Ter a responsabilidade de ser o primeiro também não é fácil”, finalizou Jorge Jesus, que visou projetar o próximo compromisso do Flamengo, no próximo domingo, contra o Corinthians, pelo Brasileiro.