Flamengo se inspira em experiência alemã para retomar treinos

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

17-04-2020 18:52:43

Criticado duramente por um dirigente do Botafogo nesta sexta-feira, o Flamengo se inspira em experiência alemã para retomar treinos. O Rubro-Negro, junto com o Vasco e o próprio Botafogo, tentam junto às autoridades sanitárias reiniciar gradualmente as atividades.

A Federação de Futebol do Rio patrocinou um estudo que foi encaminhado para as autoridades sanitárias para avaliação. Sob pressão dos clubes pequenos, e com apoio dos três grandes, a entidade aguarda uma posição. Médicos dos clubes participaram na elaboração de um protocolo para orientar o início do retorno aos treinos físicos.

O trabalho da Ferj teve como inspiração a experiência de clubes alemães, que foram autorizados pelas autoridades daquele país a retomarem os treinos. Os clubes do país europeu já estão treinando há duas semanas.

Inicialmente apoiando a iniciativa, o Botafogo voltou atrás nesta sexta-feira e estendeu as férias dos jogadores em dez dias. Membro do Comitê Gestor alvinegro, Carlos Augusto Montenegro usou palavras duras em entrevista ao jornal O Globo.

"O Flamengo, que já passou por uma tragédia com os garotos, a respeito da qual foi colocado que houve uma falta de atenção, está querendo arriscar de novo a vida dos atletas? Que maluquice é essa de querer jogar?", bradou o dirigente.

"Fico envergonhado. É uma falta de sensibilidade e respeito à vida humana", prosseguiu.

As informações que chegam da experiência alemã são de que o retorno aos treinos vem se dando sem problemas. As autoridades alemãs vêm acompanhando o processo e inclusive ampliaram a autorização para grupos maiores de jogadores.

Sem uma posição das autoridades sanitárias, o Vasco resolveu acompanhar e também prorrogou as férias. No final da tarde desta sexta, o Flamengo acompanhou os demais e estendeu as férias.

Polêmica chega ao futebol

Os últimos acontecimentos no futebol demonstram que a grande polêmica que existe no Brasil por conta da pandemia chegou também ao futebol. De um lado estão aqueles que têm em mente apenas o combate à pandemia e priorizam a todo custo as medidas de isolamento social. Do outro, os que tentam enxergar a situação de forma mais ampla e temem as consequências das referidas medidas sobre a sociedade.

Por enquanto, assim como no restante do país, os menos favorecidos são os primeiros a pagar a conta. Esta semana, o Madureira anunciou o desligamento do técnico Toninho Andrade. O anúncio vem após o clube perder mais de 20 jogadores cujos contratos foram encerrados.

O Flamengo, clube de maior orçamento no país, também não ficará imune à crise, muito pelo contrário. Os primeiros reflexos já estão aparecendo, como o não recebimento da parcela devida pela Adidas. O clube, em contrapartida, já sinaliza com uma renegociação geral de prazos e pagamentos de seus compromissos.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário