Diretor aprova trabalho de Bento e avalia elenco: “Soluções estão aqui dentro”

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

14-07-2016 08:21:38

Os números estão aquém do esperado, mas não abalam a confiança da diretoria no trabalho de Paulo Bento. Mesmo com os resultados ruins e o baixo aproveitamento de 38,4% à frente do clube no Brasileirão, o que coloca o Cruzeiro na 15ª posição com os mesmos 15 pontos do Figueirense, que abre a zona de rebaixamento, a cúpula cruzeirense mantém o apoio ao treinador português.

Apesar de reconhecer o peso dos maus resultados, o diretor de futebol do Cruzeiro, Thiago Scuro garante que não existem questionamentos por parte da diretoria e dos jogadores com relação ao trabalho de Paulo Bento e pede que os torcedores tenham paciência com o atual comandante cruzeirense.

“Tudo é dividido no Cruzeiro. O Paulo Bento faz um trabalho de coerência e transparência. Não existe questionamento da diretoria e dos jogadores com relação ao profissional Paulo Bento. O que estamos procurando é melhorar o desempenho. O que importa é o resultado no final do jogo. A gente avalia o desempenho, sabendo que o resultado que importa. O Paulo Bento é o treinador do Cruzeiro. Esperamos que torcedores e imprensa entendam o método de trabalho dele e iremos colher frutos lá na frente”, colocou Scuro.

Bento tem um aproveitamento de apenas 38% no Brasileirão (Washington Alves/Light Press)
Bento tem um aproveitamento de apenas 38% no Brasileirão (Washington Alves/Light Press)

Como Paulo Bento completará dois meses no comando do Cruzeiro nesta semana, Thiago Scuro fez uma breve análise do trabalho do técnico português e chegou a destacar que a equipe vem fazendo bons jogos. Para o diretor, a tendência é que o time melhore ainda mais de rendimento com o tempo, principalmente em razão das contratações de Rafael Sóbis, Ábila e Rafinha, que preenchem lacunas importantes no elenco.

“O Paulo Bento e sua comissão farão dois meses nesta semana. É muito pouco tempo. Quando se tem contratação de jogadores como Ábila, Sóbis e Rafinha é natural que haja uma evolução rápida. Mas nem sempre é assim. Precisa-se de tempo para os atletas encontrarem seu papel na equipe. Cada vez mais o futebol é mais coletivo. Cada um tem seu papel e sua função dentro de campo. Existe obviamente uma insatisfação aqui na Toca. Ninguém quer estar como está. Queremos produzir melhores resultados”, avaliou.

“A gente tem muita confiança que as soluções do Cruzeiro já estão aqui dentro. Trouxemos três jogadores de qualidade (Sóbis, Ábila e Rafinha), experiência, com características que faltavam ao elenco, com espírito vencedor. Mas construir uma equipe vencedora demanda tempo. Não tem ninguém feliz com os resultados. Mas sim com o desempenho da equipe, que vem fazendo bons jogos”, completou.

Deixe seu comentário